Pages

domingo, 27 de julho de 2014

Há relação entre religião e felicidade?

0 comentários
Estudos mostram que a felicidade não se associa à intensidade com que nos relacionamos com o divino; os mais contentes com a vida costumam ser aqueles que mais frequentam serviços religiosos.
Não é de hoje que o imaginário popular é preenchido com a ideia de que a fé deixa as pessoas mais satisfeitas. No final dos anos 50, havia um anúncio de serviço público em que um ídolo adolescente americano chamado Fabian dizia: “Seríamos mais felizes se visitássemos a igreja com mais frequência”.
Nas décadas seguintes, sociólogos e psicólogos confirmaram essa afirmação. Há forte correlação entre religião, saúde e felicidade. Um levantamento feito em 2008 pelo Centro Nacional de Pesquisa de Opinião (Norc, na sigla em inglês) entre americanos constatou que 48% das pessoas que participam de serviços religiosos mais de uma vez por semana relatam ser “muito felizes”. O número cai para 26% entre aquelas que não frequentam uma igreja.
Para descobrir como a crença pode afetar a vida das pessoas, cientistas sociais usam como base principalmente estudos populacionais, um método limitado para estudar fenômenos com influências sutis. De fato, não existe uma ferramenta capaz de avaliar adequadamente como comportamentos religiosos trazem, ao longo de décadas, determinadas mudanças na vida de alguém. Por outro lado, sabemos que a fé provoca efeitos. Essa conjunção de fatores torna difícil separar completamente as variáveis. Os pesquisadores precisam analisar com muito critério os poucos indícios escondidos entre os dados colhidos de milhares de pessoas.
No entanto, isso não quer dizer que não tenham valor. Em um artigo recente, os sociólogos Lim e Robert D. Putnam, da Universidade Harvard, analisaram informações de uma pesquisa de público, feita com 3 mil americanos sobre sua crença, para tentar compreender a relação entre religião e felicidade. Os entrevistados responderam a perguntas sobre comportamento religioso, como “quantas vezes sentia o amor de Deus, rezava ou lia textos sagrados”.
Os dados mostraram que a felicidade não estava associada à intensidade com que se relacionavam com o divino. Os mais satisfeitos com a vida eram aqueles que mais frequentavam os serviços religiosos. Com rigoroso controle das variáveis, Lim e Putnam descobriram que 28,2% dos que visitavam a congregação semanalmente estavam “extremamente satisfeitos”. Esse número cai para 19,6% entre os que não mantêm esse compromisso. A mesma diferença percentual (com vantagem dos crentes) aparece em relação à saúde e renda familiar.
Os benefícios da religião, porém, não se resumem ao apoio de uma rede social. Os pesquisadores compararam os participantes com amigos próximos (que não necessariamente expressavam a fé com a mesma intensidade) e descobriram que os mais felizes eram aqueles que, além de pertencerem a um grupo religioso, mantinham laços de amizade com pessoas da mesma congregação e valorizavam suas doutrinas. Sem o forte senso de identidade religiosa a coesão social tende a perder importância. Por outro lado, participar regularmente de uma comunidade sem cultivar amigos nela pode ser pior do que não frequentá-la. “Talvez possamos aprender algo com os laços que se formam entre os que frequentam uma igreja e procurar algo semelhante nos ambientes seculares”, diz Lim.
Embora sejam estatisticamente fortes, esse e muitos outros estudos sobre o tema foram feitos nos Estados Unidos, onde ser religioso é a norma cultural. É provável que para muitos a congregação sirva, entre outras coisas, como uma oportunidade única de apoio psicológico. “As igrejas americanas têm um jeito peculiar (...) de lidar com relações sociais, caridade e visões de mundo”, observa o psicólogo Lucas Galen, da Universidade do Estado de Grand Valley. Dados de outras culturas poderiam ajudar a regular o foco; afinal, muitos elementos da religião têm origem em outras fontes.

Uol
Leia mais...

Versão irônica da Bíblia faz sucesso entre religiosos na Comic-Con

0 comentários
Capa do livro "God Is Disappointed in You" ilustrada por Shannon Wheeler, da "New Yorker" Leia mais Reprodução Do lado de fora do pavilhão onde acontece a Comic-Con 2014, em San Diego, religiosos com microfones da Madonna exortam os frequentadores do evento, dizendo que "a punição para o pecado é a morte" e que sua idolatria os levará para o inferno. Do outro lado, em um dos salões internos do evento, um pastor batista elogia uma versão resumida e irônica da Bíblia que acaba de ser lançada.

Escrita pelo autor Mark Russell e ilustrada pelo cartunista Shannon Wheeler, famoso por seus desenhos na revista "The New Yorker", "God Is Disappointed in You" ("Deus Está Decepcionado Com Você", em tradução livre) resume todos os livros bíblicos em poucas páginas, "poupando os leitores de genealogias intermináveis e da linguagem rebuscada para explicar apenas o essencial de cada história", segundo as palavras do autor. Cada livro bíblico também vem acompanhado de um cartoon ilustrativo.
O livro de Jó, por exemplo, que na Bíblia tem cerca de 40 capítulos, fica apenas com uma página, a qual diz que Deus e o Diabo fizeram um "aposta louca" para testar a fé do personagem. "Foi com o livro de Jó que tivemos a ideia do livro. Estávamos em um bar e o Shannon me disse que não entendia essa história. Aí eu expliquei para ele em poucas palavras", conta Russell ao UOL.
Os autores disseram que esperavam uma péssima repercussão entre religiosos, mas dizem que muitos os têm procurado para comprar cópias para os amigos. Segundo ele, muitas pessoas falam da Bíblia, mas nunca nem sequer leram o livro. "E tem aquelas que usam os versos para apoiar seus pensamentos e para justificar todo tipo de perseguição. O livro ajuda essas pessoas a ir direto ao essencial."
O ilustrador diz ainda que o livro está agradando até mesmo os hipsters, que criticam o trabalho sem conhecimento sobre o assunto porque "nunca tiveram paciência para lê-lo". "O importante é que as pessoas entenderam que não estamos ridicularizando as escrituras, mas tornando-as acessíveis para religioso e não religiosos com uma linguagem contemporânea."

Igreja do nerds
O pastor batista Mike Parnell, que estava presente ao debate sobre o livro, elogiou a versão abertamente para seus autores. "É um livro que promove o diálogo, e muitos religioso não estão abertos a isso. Eu vejo por meio desse livro o que muitas pessoas se recusam a ver. A igreja tem machucado muita gente ao longo dos anos. E esse não é nosso papel. A igreja é um local de acolhimento e amor. Quando você diz que está certo e que o outro está errado, não há diálogo. Tem gente mais preocupada em impor seu ponto de vista que transformar as pessoas em discípulos de Cristo. Há uma diferença entre ser bom e estar certo", disse ele ao UOL.
Parnell disse ainda que já frequenta a Comic Con há alguns anos porque reconhece a cultura pop como parte do ser humano. "O que traz as pessoas aqui é o mesmo que leva as pessoas à igreja. O senso de comunidade, de aceitação e de pertencimento. Claro que não concordo com tudo que está no livro do Mark, mas isso não significa que ele esteja errado."

Uol
Leia mais...

quinta-feira, 24 de julho de 2014

Meiriam está livre!

0 comentários
Hoje fotos foram tiradas de Meriam e sua família chegando com segurança na Itália.
Meriam que foi condenada à morte por sua recusa em renunciar à sua fé cristã tinha sido libertada da prisão no Sudão, mas foi detida antes de sair do país. Agora podemos finalmente dizer, Meriam está livre.
A televisão italiana mostrou Meiriam, 27 anos de idade, deixando a aeronave no aeroporto de Ciampino, em Roma acompanhada por seu marido, dois filhos e vice-ministro da Itália, dos Negócios Estrangeiros, Lapo Pistelli.
Meiriam Ibrahim foi sentenciada a 100 chibatadas por adultério e à morte por apostasia, em maio, o que provocou uma campanha internacional para suspender a sentença de morte. Mais de um milhão de pessoas apoiou uma campanha da Anistia Internacional, juntamente com David Cameron, o primeiro-ministro britânico, e o ativista dos direitos civis EUA, Jesse Jackson entre outros líderes mundiais, que clamavam por sua libertação.
Enquanto no corredor da morte, Ibrahim, uma graduada no Sudão na faculdade de medicina da Universidade, deu à luz presa, em maio. Foi um parto difícil, pois suas pernas estavam em cadeias e Meiriam estava preocupada que a menina pudesse precisar de apoio para andar.
Meiriam foi informada de que sua sentença de morte seria adiada por dois anos para permitir que ela amamentasse seu bebê.
Sob o código penal sudanês, os muçulmanos estão proibidos de trocar de fé, e as mulheres muçulmanas não têm permissão para se casar com homens cristãos.
Durante seu julgamento, em Cartum, ela disse ao tribunal que ela tinha sido criada como cristão, e se recusou a renunciar à sua fé. Ela e Daniel Wani - um cidadão americano - se casaram em 2011, o Tribunal decidiu que a união era inválida e que Meiriam era culpada de adultério.
Suas convicções, frases e detenção na prisão feminina de Omdurman, enquanto grávida e com sua criança encarcerado ao seu lado causou indignação internacional. Depois que um tribunal de recursos revogou a sentença de morte, Meiriam, Wani, e seus dois filhos tentaram sair no mês passado, mas foram novamente presos. O governo sudanês acusou-os de tentar sair do país com documentos falsos, impedindo sua partida para os EUA.
O advogado dela, Mohaned Mostafa, disse que não tinha sido informado de sua partida na quinta-feira.
"Eu não sei nada sobre essa notícia, mas até agora a queixa que foi apresentada contra Meriam e que a impede de viajar de Sudão não foi cancelada", disse Mostafa à Reuters.
Meirian e sua família estão hospedados na embaixada dos EUA em Cartum.

The Guardian
Tradução livre do Notícias Cristãs
Leia mais...

Cristão é condenado a ter lábios queimados por não seguir período de jejum no Irã

0 comentários
Ele foi condenado por comer durante o Ramadã, mês muçulmano em que se deve jejuar.
Um juiz iraniano condenou um cristão a ter seus lábios queimados com cigarro por ter comido durante o mês muçulmano em que é celebrado o Ramadã. A punição foi realizada em praça pública, na cidade de Kermanshah, no Irã.
Outros cinco muçulmanos foram condenados a 70 chibatadas em público por não terem jejuado durante o período religioso, segundo o governador da cidade, Ali Ashraf Karami.
O porta-voz do Conselho Nacional de Resistência do Irã, grupo político oposto ao governo, considerou as punições "selvagens" e pediu ajuda a países ocidentais para que tomassem uma providência.
"O silêncio da comunidade mundial, principalmente dos países ocidentais, está frente à frente a essas punições medievais sob a desculpa de que conversas nucleares com o Irã intensificaram a violação brutal e sistemática dos direitos humanos no Irã".

Minorias
No começo deste ano, a Organização das Nações Unidas condenou o Irã por perseguir os critãos em um relatório liberado em março, que dizia que eles eram perseguidos pela religião e, ainda, que suas igrejas eram consideradas "ameaças à segurança nacional". A organização mostrou que outras religiões minoritárias também são perseguidas, como a Judia, Baha'is e Zoroastra.
Existem em torno de 250 mil cristãos entre a população de 76 milhões de iranianos. Todos enfrentam torturas, prisões ou sentença de morte pela lei iraniana por não seguir festivais religiosos islâmicos e códigos de vestimenta. Isso fez com que milhões de cristãos fugissem do país.

Correio
Leia mais...

quarta-feira, 23 de julho de 2014

Fazer Cursos Aumentam o Salário e Trazem Oportunidades - 10 Motivos para estudar online

0 comentários

O Notícias Cristãs indica para você, o site Cursos 24 Horas, a melhor maneira para você aprender, aperfeiçoar conhecimentos em diversos e variados cursos de forma prática e online. Veja abaixo 10 Motivos para Estudar: 


Motivo 1Rápido e Práticomotivo 1
Fazer Cursos Online é uma forma rápida e prática de aprender. É possível iniciar um curso em qualquer dia, não é necessário apresentar documentos ou participar de processos burocráticos para iniciar as aulas.
Motivo 1Valores Acessíveismotivo 2
Nossos cursos variam entre R$ 20,00 e R$ 60,00. Um treinamento parecido em outras instituições pode custar mais de R$ 500,00. Nossa eficiência e alto volume de alunos possibilitam oferecer cursos de alta qualidade por valores reduzidos. Além disso, não há nenhuma cobrança de mensalidade em nossos cursos, eles são pagos uma única vez.
Motivo 1Flexibilidademotivo 3
O processo é totalmente flexível: Flexibilidade de Local, Flexibilidade de Horário, Flexibilidade de Duração do Curso. Estude de onde preferir, da sua casa, trabalho, faculdade, lan-house ou de qualquer computador, faça nos seus horários disponíveis e conclua os cursos em quanto tempo desejar. Tudo é feito de acordo com seu ritmo, sem compromisso com prazos e horários fixos.
Motivo 1Não necessita se locomovermotivo 4
Fazendo nossos Cursos Online você não gasta com locomoção até uma escola presencial, não perde tempo no trânsito. Isso significa mais tempo livre para estudar, resultando em um melhor aproveitamento.
Motivo 1Banco de Currículosmotivo 5
Diversas empresas contatam-nos e solicitam indicações de alunos para vagas de emprego. Ao estudar conosco, você pode incluir seu currículo no Banco de Currículos e ser indicado para vagas relacionadas aos cursos feitos.
Motivo 1Certificado Válido em Todo o Brasilmotivo 6
O Certificado é válido em todo o Brasil e em vários outros países, ele pode ser utilizado em faculdades, empresas públicas e privadas, concursos e provas de título, entre outros.
Motivo 1Empresa Mantenedora da ABEDmotivo 7
O Cursos 24 Horas é uma empresa mantenedora da ABED - Associação Brasileira de Educação a Distância. Nosso nome e logo é exibido na página de Mantenedores da ABED.
Motivo 1Funcionários treinados conoscomotivo 8
Outra prova de qualidade do sistema de ensino é o número de empresas que já tiveram funcionários treinados conosco. Veja na imagem ao lado algumas dessas empresas.
Motivo 1Seu Currículo fica Atualizadomotivo 9
Todos os cursos podem ser incluídos em seu currículo. As pesquisas comprovam que manter o currículo atualizado é uma das formas mais eficientes para ser promovido, conseguir um novo emprego, ou até mesmo evitar uma demissão do emprego atual.
Motivo 1Professores Altamente Qualificadosmotivo 10
Uma equipe de professores altamente qualificados fica à disposição para atender aos alunos, corrigindo exercícios, enviando material adicional e tirando todas as dúvidas que possam surgir durante o curso.



Participe agora. É só Acessar: www.cursos24horas.com.br








Leia mais...

terça-feira, 22 de julho de 2014

Estado Islâmico toma monastério católico iraquiano

0 comentários

Na tarde de domingo (20), os jihadistas do autoproclamado "Califado Islâmico" tomaram posse do antigo monastério de Mar Behnam, a 10 minutos da cidade iraquiana de Qaraqosh. Em entrevista à agência vaticana Fides, o arcebispo sírio-católico de Mosul, Yohanna Petros Moshe, contou que os milicianos obrigaram os três monges que cuidavam do local e algumas famílias que ali viviam a irem embora e deixarem as chaves do prédio.
Não existem outras notícias sobre o que está acontecendo no templo, mas muitos temem a repetição dos atos de vandalismo e profanação que foram registrados em outros lugares de culto cristão que caíram nas mãos dos rebeldes. Além disso, a tomada do monastério deixou em alerta a população de Qaraqosh, que é de maioria cristã.
"A comunidade internacional mostra uma inquietante passividade perante aquilo que está acontecendo naquela área. É preciso sair das declarações vagas e adotar medidas concretas. Já passou da hora de inserir esses grupos na lista das organizações terroristas condenadas pelos organismos internacionais e, sobretudo, divulgar os nomes dos países que os financiam", criticou o sacerdote sírio-católico Nizar Semaan, também à agência Fides.
Recentemente, o Estado Islâmico, responsável pela criação de um califado em territórios da Síria e do Iraque, ordenou que todos os cristão de Mosul, localizada a 30 km de Qaraqosh, deixassem a cidade. Ao assumir o controle de municípios, o grupo jihadista impõe a lei islâmica (sharia), proíbe o consumo de álcool e tabaco e obriga as mulheres a usarem véus.

Ansa via JB
Leia mais...

Polícia chinesa confronta cristãos contra remoção de cruz

0 comentários
Polícia não conseguiu executar uma ordem do governo para remover uma cruz de igreja, de acordo com testemunhas e relatos na Internet.
A polícia no leste da China entrou em confronto com manifestantes cristãos que se reuniram ao redor de sua igreja nesta segunda-feira, mas não conseguiu executar uma ordem do governo para remover uma cruz do prédio, de acordo com testemunhas e relatos na Internet. Diversas pessoas ficaram feridas no confronto, que durou duas horas.
Dezenas de igrejas na rica província de Zhejiang receberam notificações do governo nas últimas semanas exigindo a demolição de suas edificações ou a remoção de cruzes, em uma ação que, segundo o governo, consiste no combate a estruturas ilegais, informou o grupo cristão ChinaAid, que tem base nos Estados Unidos.
Grupos de defesa de direitos e cristãos dizem que as medidas do governo são perseguição religiosa e ignoram a liberdade de religião garantida na Constituição da China.
Na mais recente ação, a polícia tentou remover uma cruz da igreja do condado de Pingyang, perto da cidade de Wenzhou. Mas a congregação cercou a igreja e evitou que a polícia chegasse perto, de acordo com duas testemunhas.
A Reuters não conseguiu contatar a polícia de Pingyang. Zhejiang fica na costa ao sul de Xangai e há anos é conhecida como um centro da iniciativa privada. A China tem cerca de 65 milhões de cristãos, divididos entre os que frequentam igrejas sancionadas pelo Estado e aqueles que rezam em igrejas irregulares. Grupos de direitos frequentemente acusam a China de não respeitar a liberdade de religião, alegação que Pequim nega.

Reuters via Exame
Leia mais...

domingo, 20 de julho de 2014

Entenda como surgiu o conflito entre Israel e árabes-palestinos

0 comentários
Família judia tenta se proteger atrás de um carro após alerta de ataque na cidade de Kiryat Malachai, no sul de Israel
Dois povos que reivindicam o mesmo espaço de terra e uma guerra que se estende desde de o ressurgimento de Israel, único estado judeu do mundo.
O povo israelense já habitava o seu atual território há cerca de dois mil anos atrás. Segundo o velho testamento bíblico, essa era a terra prometida ao povo hebreu. Mas Israel foi subjugada por outras nações e o seu povo foi disperso pelo mundo em duas oportunidades. Segundo a Bíblia, a segunda queda foi consequência do povo judeu ter negado seu filho de Deus, Jesus.
Durante a segunda diáspora judaica, eles foram perseguidos em todos os lugares em que tentaram viver, inclusive pela Igreja Católica na Europa e até pelos portugueses quando tentaram se fixar no nordeste brasileiro. Na segunda guerra mundial, este ódio se traduziu em um extermínio de seis milhões de judeus.
Foi então que a ONU e a Inglaterra decidiram recriar Israel pela terceira vez. Mas o território já era ocupado por tribos palestinas, e mesmo eles nunca tendo existido como país foi pactuado que existiriam duas nações, uma de judeus e outra de palestinos.
Mas os países árabes não aceitaram o estado judeu e com apoio dos palestinos, Egito, Síria, Iraque, Jordânia, Líbano e Arábia Saudita atacaram Israel. Porém o nanico e recém criado estado venceu a guerra e tomou territórios que seriam outro estado. O resultado foi uma guerra que se estende até hoje entre palestinos e judeus.
Para por fim as guerras, em 2005 Israel decidiu ceder a Faixa de Gaza e parte da Cisjordânia, territórios que pertenceriam ao estado palestino. Mas o Hamas, um partido de milicianos terroristas, tomou o controle político de Gaza e desde então vem lançando foguetes contra Israel, pois seu objetivo é “a instauração de um Estado palestino abrangendo toda a Palestina histórica”. Em sua carta de princípios prega a criação de um Estado palestino islâmico e portanto a extinção do estado judeu.
Israel é a única nação de judeus do mundo e só tem um quinto do território de Santa Catarina. É a única democracia do oriente médio e 16% de seu eleitorado é árabe. Já os árabes estão espalhados por 22 países em um território imenso que se estende por continentes com uma população 41 vezes maior.

Farol Blumenau
Leia mais...

Homens armados destroem igreja do séc. III no Iraque

0 comentários
Homens do Estado Islâmico (o ex-Estado Islâmico do Iraque e do Levante), queimaram uma igreja do século III na cidade de Mossul, no norte do Iraque, ocupada por aquele grupo sunita, informa o canal televisivo Al-Arabiya.
Durante o mês que dura a ocupação de Mossul, a segunda maior cidade do Iraque, os jihadistas destruíram vários monumentos religiosos, incluindo alguns muçulmanos.
Os cristãos fogem de Mossul face ao ultimato que lhes é colocado pelos jihadistas exigindo que a população dos territórios por eles ocupados lhes pague um imposto mensal de 250 dólares ou abandone suas casas.
Segundo a Comissão iraniana dos Direitos Humanos, na dificílima situação econômica atravessada atualmente pelo Iraque, é praticamente impossível ganhar tal quantia.

Voz da Rússia
Leia mais...

Agora vivendo em São Paulo, Kaká enaltece família: "Acredito na benção"

0 comentários
Jogador do tricolor paulista publica foto da esposa e dos filhos Luca e Isabella.
Kaká usou seu Instagram para enaltecer a união da sua família. Novo reforço do São Paulo para o segundo semestre, o jogador ressaltou que não acredita na sorte e sim na benção por ter a esposa Carol e os filhos Luca e Isabela ao lado. A cadela Mel também marcou presença no registro.
- Eu não acredito em sorte, eu acredito na benção #obrigadosenhor #familiaprimeiro #GloriaDeus - escreveu Kaká. O atleta deve ter condições físicas de estrear pelo São Paulo no dia 2 de agosto, contra o Criciúma, no Morumbi. Até lá, ele segue com os treinamentos no CT da Barra Funda.

Globoesporte
Leia mais...

sexta-feira, 18 de julho de 2014

Atores pornôs gravam vídeo dentro de igreja na Áustria

0 comentários
O padre foi informado por uma denúncia anônima e recorreu à polícia para penalizar os responsáveis pelo vídeo.
Uma denúncia anônima fez um padre austríaco ficar indignado: uma atriz de filmes adultos de 24 anos estava usando o interior da igreja em Hoersching, Áustria, para filmar vídeo pornográficos.
Os filmes foram rodados em junho e foram parar na internet. Ao constatar que as cenas aconteceram dentro de sua igreja, o padre recorreu à polícia local para processar os responsáveis.
A Diocesse de Linz, no estado de Alta Áustria, assumiu o caso e afirmou que a polícia irá investigar como os atores conseguiram entrar na igreja. Os envolvidos poderão ser condenados por até seis meses de prisão ou serão forçados a pagarem uma multa.
A preocupação da Igreja é com os casamentos que foram celebrados na igreja depois da filmagem que teria “sujado” o templo. Um comunicado oficial precisou ser emitido garantindo às famílias que os sacramentos realizados na igreja nas últimas semanas estão válidos.
Agora um bispo deve ser convocado para realizar uma purificação no espaço e tirar toda a “impureza espiritual” que a gravação do vídeo pornô trouxe para a congregação de Hoersching.

Extra via GP
Leia mais...

Cid Moreira narra trechos da Bíblia em cima de trio elétrico

0 comentários
O jornalista Cid Moreira, 87, subirá em um trio elétrico pela primeira vez no próximo domingo, 20, às 10h, no Dique do Tororó. Moreira, que ainda hoje é um dos apresentadores do programa Fantástico, da Rede Globo, fará narrações de trechos da Bíblia em evento da Igreja Adventista.
"Estou com medo do trio elétrico, pois nunca subi em um", brincou ao desembarcar no Aeroporto Internacional Luís Eduardo Magalhães, em Salvador, na tarde de quarta-feira, 16. Depois completou: "A gente, para fazer o bem, enfrenta até trio elétrico".
O jornalista tem já 70 anos de carreira e começou a narrar trechos do Novo Testamento na década de 1990, chegando a vender 30 milhões de cópias em CDs. Em 2010, ele concluiu a gravação de toda a Bíblia.
"Em uma gravação que fiz, tendo como cenário o Dedo de Deus, em Teresópolis (RJ), eu assumi o compromisso de que levaria até o último dia de minha vida o Evangelho, que são as palavras de Deus", disse Cid Moreira, que gravou todos os livros da Bíblia em seis anos.

Solidariedade
O que trouxe o jornalista à capital baiana, que chegou acompanhado da esposa e também jornalista Fátima Sampaio Moreira, é o evento Dia de Fazer o Bem, da Igreja Adventista.
Hoje, às 10h, ele concede entrevista coletiva no Sheraton da Bahia Hotel (Campo Grande). Amanhã, também às 10h, Moreira faz uma palestra sobre valores do voluntariado, no Colégio Adventista de Salvador, em Nazaré.
No sábado, o jornalista se encontra com voluntários da igreja, às 11h, no Wet'n Wild, na Paralela. Na ocasião, também narrará passagens bíblicas e lerá o texto "Ouço os passos de uma juventude que se levanta", do jornalista Heron Santana.
O diretor de educação para a Bahia e Sergipe da Igreja Adventista, Marco Góes, diz que dez mil jovens voluntários, que integram o movimento Jovens Adventistas, estarão com Cid Moreira, no domingo. "Ao todo, esperamos 30 mil pessoas no evento", estimou Góes.
"Cid Moreira é mais que um comunicador, ele exemplifica valores de saúde, solidariedade, companheirismo e voluntariado", elogiou Marco Góes.

A Tarde
Leia mais...

Deputados discutem presença de cruz e Bíblia na Assembleia do ES

0 comentários
Audiência pública foi realizada na última segunda-feira (14).
Deputado pretende enviar ofício para pedir retirada de símbolos.
Uma audiência pública realizada na Assembleia Legislativa do Espírito Santo (Ales) discutiu a liberdade religiosa no estado laico. Foram ouvidos diversos relatos de pessoas que consideram desrespeitosa a presença da réplica da Cruz Reverente e leitura da Bíblia na Casa. O deputado Claudio Vereza (PT) presidiu a sessão e encaminhou o pedido à Comissão de Cidadania e Direitos Humanos, na segunda-feira (14).
A audiência visava estabelecer uma interlocução entre as religiões e destacar a importância da laicidade do estado. Entre os pontos de discussão estão a liberdade de expressão e a de crença, além do respeito às diferentes crenças e à liberdade de culto.
Depois da discussão na Ales, deputados já se posicionaram contra a proposta. Parlamentares evangélicos e católicos afirmaram não concordar com a atitude. “Não tem por que retirar os símbolos. A cruz não vai ser removida, porque a maioria acredita em Deus. Assim, ela tem que continuar na Casa”, falou o presidente da Ales, Theodorico Ferraço (DEM), que declarou ser católico.
Outros parlamentares, como Glauber Coelho (PSB), que é evangélico, e Hércules Silveira (PMDB), católico, disseram que vão lutar pela permanência dos símbolos religiosos na Assembleia. Os dois argumentaram que a cruz e a Bíblia não atrapalham e ainda sugeriram que representações de outras religiões fossem colocadas no local, para evitar mais transtornos.
Os pedidos e reclamações foram ouvidos, registrados e encaminhados pelo presidente da sessão à Comissão de Cidadania e Direitos Humanos, que foi a responsável por solicitar a audiência pública.

G1
Leia mais...

quarta-feira, 16 de julho de 2014

Muçulmanos destroem túmulo do profeta Jonas e incendeiam 11 igrejas

0 comentários
ISIS inicia nova onda de ataques em Mosul, afirmando “acabar com a idolatria”.
Reconhecido como profeta por judeus e cristãos, a figura bíblica de Jonas é famosa por ter sobrevivido por três dias no estômago de um grande peixe no fundo do mar, tendo saído dali para pregar em Nínive. A tradição milenar que indicava o local de seu túmulo na cidade de Mosul, no território do atual Iraque, acaba de ganhar um triste capítulo.
Desde a semana passada surgiram rumores, só agora confirmados oficialmente, que membros do grupo terrorista Estado Islâmico (ISIS) violaram o local. Chamado de Younis, em árabe, o túmulo de Jonas era um local que atraía visitantes e ficava em uma mesquita que levava o seu nome.
Um funcionário do local, Zuhair al-Chalabi, disse durante a nova investida do ISIS contra os cristãos, o local foi destruído. Ele lamentou que os membros do ISIS não respeitaram a tradição muçulmana de reconhecer os profetas antigos e destruíram o túmulo do profeta Younis, tirando dali os seus conteúdos.
Na interpretação extrema da lei islâmica defendida pelo ISIS, que ecoa o Talibã, todas as representações de pessoas e animais são idolatria e proibidas pelo Alcorão.
Além de destruir museus, mesquitas xiitas e túmulos no território sob seu domínio, o Estado Islâmico prometeu erradicar os sítios arqueológicos importantes. A área em torno de Mosul, sede atual do ISIS, abriga 1.791 sítios arqueológicos registrados, incluindo ruínas de quatro capitais do império assírio. A cidade foi local de diversas batalhas bíblicas do Antigo Testamento e, de acordo com a tradição judaica e cristã, foi fundada pelo bisneto de Noé, Nimrode.
Nessa onda de ataques, mais 11 igrejas cristãs foram incendiadas na região de Mosul. Os líderes cristãos no Iraque lembram que muçulmanos e cristãos viveram pacificamente por um longo tempo na região lado a lado, mas temem que a violência atual poderá por fim a quase 2.000 anos de cristianismo no Iraque. Estima-se que os cristãos do Iraque eram 1.5 milhão em 2003 e restaram cerca de 400.000 hoje.
Após terem decretado o ressurgimento do califado e sua cruzada para unir todos os muçulmanos do mundo, o ISIS tem crucificado cristãos rotineiramente, destruído suas igrejas e oferecido recompensas para quem entregar os pastores e missionários que vivem no norte do Iraque.

Christian Post via GP
Leia mais...