26 de ago de 2016

Mulher diz que Bíblia a protegeu durante assalto no interior do Acre

Vítima estava a caminho da igreja, acompanhada da filha.
'Apertei a Bíblia contra o peito', conta mulher que foi assaltada.
Abordada por dois homens enquanto estava indo para a igreja em Cruzeiro do Sul, a empresária Josiane Monteiro, de 41 anos, diz ter sido protegida por uma Bíblia ao sofrer um assalto na noite desta quarta-feira (24), quando estava indo para a igreja na Avenida Copacabana.
Ela diz que estava caminhando com a filha, quando dois homens a abordaram, sendo que um deles estava armado com uma faca.
Josiane diz que um deles chegou a apontar a arma contra o seu peito e que chegou a se defender com o livro.
“Sai de minha residência e logo me deparei com dois rapazes. Meu celular estava na minha mão com a Bíblia, apertei a Bíblia contra o peito. Ele veio com a faca em direção ao meio peito e pediu meu celular", conta ainda abalada.
Em seguida, ela diz que abraçou a filha e deixou a Bíblia e o celular caírem no chão. Um deles juntou o celular e correu, porém, deixou para trás as sandálias e a faca usada durante o crime. A vítima, acompanhada o marido, esteve na delegacia geral de Cruzeiro do Sul e registrou um boletim de ocorrência na manhã desta quinta-feira (25).

Publicado em G1


25 de ago de 2016

Google deverá desassociar "anticristo" do Templo de Salomão

Templo: a associação dos termos "anticristo" e "sinagoga de Satanás" ao nome do Templo foi amplamente comentada nas redes sociais e divulgada pela imprensa no fim de julho.
A Justiça de São Paulo determinou que o Google desvincule as expressões "anticristo" e "sinagoga de Satanás" do nome, da imagem e do endereço do Templo de Salomão, que pertence à Igreja Universal do Reino de Deus.
Quando as duas expressões são digitadas no serviço de buscas do Google Maps, o usuário é direcionado para o endereço do templo da igreja (Avenida Celso Garcia, 605), que fica no Brás, na região central de São Paulo.
A determinação da Justiça é de que a ordem seja cumprida em até 48 horas e, caso o Google não a cumpra, terá que pagar uma multa diária de R$ 5 mil.
A decisão do juiz Fernando José Cúnico, da 12ª Vara Cível, foi publicada nesta terça-feira, 23, no Diário da Justiça.
Ainda segundo o texto, o Google também terá que providenciar os dados do líder regional, que é um usuário certificado pelo Google e que modera, revisa e aprova as inserções dos termos na plataforma do Google Maps.

Busca
A associação dos termos ao nome do Templo de Salomão foi amplamente comentada nas redes sociais e divulgada pela imprensa no fim de julho. Naquela época, em nota o Google justificou que não era uma ação da empresa.
"O que ocorre é que nossos mapas têm muitas, muitas fontes, inclusive os próprios usuários", disse o Google, em nota enviada em julho. A empresa também informou que os usuários que encontrarem erros ou imprecisões nos mapas podem informá-los à empresa pela ferramenta "reportar problema".
Procurado nesta quarta-feira, 24, o Google ainda não comentou a decisão judicial.
Ao digitar o termo "anticristo" no Google e clicar na busca dos mapas, o internauta é direcionado ao endereço da Igreja Universal. O mesmo já não ocorre mais com o termo "sinagoga de Satanás".
Em nota, a Igreja Universal disse que foram "esgotadas todas as possibilidades de uma solução junto à empresa Google do Brasil para que fosse interrompida essa abominável agressão contra a fé de milhões de adeptos da Igreja Universal do Reino de Deus que têm o Templo de Salomão como local sagrado".
Segundo a Universal, "o Poder Judiciário finalmente pôs fim a um grave atentado à liberdade de crença assegurada a todos os brasileiros por nossa Constituição Federal".
"A Universal não aceita e jamais aceitará calada ataques de preconceito religioso e o discurso de ódio. Continuaremos buscando na Justiça a devida reparação e a punição dos culpados."
No Twitter, internautas comentaram e ironizaram a busca.

Publicado em Exame


O polêmico grupo 'de Satã' que quer dar aulas nas escolas dos EUA

Um grupo ateu chamado The Satanic Temple (Templo Satânico) está causando polêmica nos Estados Unidos ao propor as escolas adotem uma atividade extracurricular chamada "clubes de Satã" - descrita como uma aula de formação distinta da proporcionada por grupos religiosos.
A discussão ganha força por ocorrer no momento em que o ano letivo está prestes a começar nos EUA. É quando pais e filhos falam sobre atividades extracurriculares que as crianças poderão frequentar durante o ano.
Há petições do grupo para pedir que as aulas comecem a valer já neste semestre em diversas escolas de cidades Nova York, Boston e Detroit, segundo o jornal The Washington Post.
Mas o jornal explica que o plano do grupo não é promover a adoração ao diabo: o templo rejeita a noção de sobrenatural e defende a racionalidade científica. Satã seria, segundo o grupo, uma "metáfora" para rejeitar todas as formas de tirania sobre a mente.
Ainda de acordo com o grupo, o programa do curso seria formado por aulas de ciências, pensamento crítico, artes e história indígena para crianças do ensino primário. Também haveria exercícios para elevar a autoestima e desenvolver a empatia.
Mas o que se sabe sobre o Templo Satânico?
O fato de o nome da organização remeter a reuniões clandestinas, nas quais se sacrificam animais e se adora a figura de Lúcifer, provocou receio entre muitos pais de alunos.
Porém, o Templo Satânico se apresenta como um grupo ateu cujos objetivos seriam proporcionar igualdade, justiça social e defender a separação entre a Igreja e o Estado. A organização tem sede em Nova York e 20 escritórios espalhados pelos Estados Unidos.
"As pessoas nos veem como diabólicos pelo nosso nome, mas o irônico é que a bondade e o pensamento crítico são nossas crenças fundamentais", disse à BBC Mundo, o serviço espanhol da BBC, um porta-voz do escritório do grupo em Los Angeles, na Califórnia, identificado como Ali.
Ali explicou que o grupo usa Satã como mascote por interpretar que, segundo a Bíblia, ele desafiou a autoridade de Deus e foi expulso do céu. O grupo, na opinião de Ali, enfrentaria situação similar à do personagem bíblico.
"De forma similar, nós desafiamos a autoridade intolerante na política, na sociedade e na cultura e somos marginalizados por isso. Além disso, recebemos ameaças de morte pela simples associação com o nome", disse ele.

Doutrina
O grupo, que diz ter mais de 200 mil membros, afirma não acreditar em seres sobrenaturais e se distancia de conceitos como o medo do inferno e da ira de Deus.
Seus dogmas são:


  • O indivíduo deve atuar com compaixão e empatia em relação a todas as criaturas, e de acordo com a razão
  • A luta pela justiça é uma busca constante e necessária e deve prevalecer sobre leis e instituições
  • O corpo é inviolável, sujeito unicamente à vontade da pessoa
  • A liberdade dos outros deve ser respeitada, inclusive a liberdade de ofender. Invadir de propósito e injustamente as liberdades dos outros é renunciar às suas
  • As crenças devem estar de acordo com o conhecimento científico do mundo. Devemos ter cuidado de não distorcer feitos científicos para que se encaixem nas nossas crenças
  • As pessoas são falíveis. Se cometermos um erro devemos fazer o possível para retificar e resolver qualquer dano que possa ter sido causado
  • Cada dogma é um princípio orientador concebido para inspirar nobreza nas ações e pensamentos. O espírito de compaixão, sabedoria e justiça devem prevalecer sempre sobre a palavra escrita ou falada

Satã para crianças?
O Templo Satânico foi criticado por suas atividades, especialmente por organizações cristãs. Alguns dizem que o Templo não é uma organização, mas sim uma espécie de brincadeira, sátira ou simples provocação.
Assim, a proposta do grupo de levar sua mensagem para as escolas tem despertado suspeitas, não apenas pela referência ao diabólico, como pelas dúvidas sobre a seriedade da iniciativa.
Ali afirmou que o grupo está encontrando muita resistência, mas também apoio.
"Algumas autoridades se negam a analisar a proposta, enquanto outras nos convidaram a falar nas juntas escolares para conhecer mais detalhes", afirmou.
"Em relação aos pais, alguns expressaram entusiasmo e estão querendo matricular seus filhos ou se voluntariar durante as aulas. Outros ameaçaram atirar e nos matar se entrarmos nas escolas de seus filhos".

Liberdade religiosa
O grupo diz que baseia seu pedido para dar essas aulas na existência dos Good News Clubs, programas extracurriculares de estudos bíblicos organizados pelo grupo Children Evangelism Fellowship (Sociedade de Evangelismo Infantil).
Em 2001, a Justiça dos Estados Unidos determinou que nenhum discurso religioso específico pode ser discriminado nas escolas.
"Os evangélicos cristãos, em particular a Sociedade de Evangelismo Infantil, vêm se beneficiando dessa regra desde então", diz a organização.
"Por ser ilegal discriminar religiões concretas ou que se dê preferência a alguma delas, os clubes extraescolares de Satã não podem ser negados onde operem clubes cristãos ou de outras religiões".
Para Mat Staver, fundador de um grupo de ajuda legal que assessora a Sociedade de Evangelismo Infantil, o Templo Satânico é "ilegítimo e está disfarçado de religioso".
"O chamado grupo satânico não tem nada de bom a oferecer aos estudantes e sua única razão de existir é perturbar. Nenhum pai em seu perfeito juízo consentiria que seu filho assistisse a esses eventos", disse.
Resta saber qual será a resposta oficial dos distritos consultados.
Mesmo após isso, segundo Staver, a palavra final caberá aos pais, que têm que concordar - ou não - com que seus filhos participem das atividades depois das aulas.

Publicado no Terra


Homem ateia fogo em bíblia e provoca incêndio em casa na BA

Uma casa localizada na rua Raposo Tavares, no bairro Mercado, em Brumado,BA,  pegou fogo depois que um morador da própria residência ateou fogo em uma Bíblia.
O fato aconteceu na tarde de terça-feira, 23. De acordo com informações de moradores do bairro ao site Brumado Agora, o homem que provocou o incêndio é usuário de drogas. Ele estava junto com a mãe dentro do imóvel e não queria sair da casa em chamas.
Os vizinhos intervieram e conseguiram retirar a família do imóvel.

Publicado em A Tarde


23 de ago de 2016

Contadores de Histórias, excelente curso online


Cursos Online com CertificadoJá estamos nos encaminhando para o fim de 2016.
Pare suas atividades por um minuto e tenha um momento de reflexão: Pense no que ocorreu durante o ano que passou. Você alcançou seus objetivos? Evoluiu nos campos Pessoal e Profissional?
Independente da sua resposta, chegou a hora de colocar em prática os planos para 2017 e 2018.  Anos de oportunidades.
No campo Profissional, talvez receber um aumento ou promoção em seu emprego atual. Já no campo Pessoal, talvez administrar melhor seu tempo, organizar-se um pouco mais.
Não importa quais são seus planos, é preciso traçar estratégias para alcançá-los. Uma delas pode ser investir no seu desenvolvimento pessoal, estudando. Que tal fazer AGORA um curso online?


E também o excelente curso para auxiliar professores de Escola Dominical:

Curso de Contadores de Histórias



21 de ago de 2016

Reconstrução do terceiro templo é o próximo passo

Há quase 2 mil anos os romanos destruíram e arrasaram por completo o 2º Templo construído pelo rei Herodes e onde o Messias Jesus andou, pregando, ensinando e operando grandes milagres.
Volvidos estes 2 milênios de Diáspora, os judeus anseiam cada vez mais pela construção do seu ambicionado 3º Templo, na sua capital Jerusalém. Durante este fim de semana milhares de judeus ajuntaram-se junto ao Muro, para lembrar e lamentar o Dia da destruição dos 2 Templos, o "Tisha B'Av" (o dia nono do mês Av).
Por incrível que pareça, os 2 Templos, ainda que destruídos com uma distância de cerca de 656 anos, sofreram a ruína exactamente no mesmo dia do mês.
Mas este dia ontem comemorado não ficou conhecido apenas pela destruição dos Templos. Exactamente no mesmo dia do ano várias tragédias ligadas ao povo judeu tiveram lugar:
- O decreto de Números 13 e 14 de que os judeus não entrariam na Terra Prometida até que toda aquela geração se extinguisse devido à descrença e murmuração contra o Senhor.
- O esmagamento da revolta judaica de Bar Kokhbah, resultando na pilhagem de Jerusalém e a matança de 600.000 judeus pelo império romano. - A expulsão dos judeus da Grã-Bretanha em 1290.
- A expulsão dos judeus da Espanha pelo rei Fernando e raínha Isabel em 1492.
- Início da I Guerra Mundial em 1914, causando indescritíveis sofrimentos aos judeus da Europa e "Palestina", lançando a base para a II Guerra Mundial e o Holocausto.
- Neste mesmo dia, em 2005, 9 mil judeus foram expulsos da Faixa de Gaza, por mãos do próprio governo israelita. Isso fez com que o Hamas criasse uma zona para o lançamento de milhares de foguetes explosivos contra Israel, obrigando este a intervir por 3 vezes para acabar com esses ataques terroristas.
Os eventos comemorativos deste trágico dia incluíram um enorme ajuntamento junto ao Muro Ocidental, desfiles à volta das muralhas de Jerusalém e leituras do Livro de Lamentações de Jeremias.
Mas muitos dos discursos proferidos no dia de ontem não visavam tanto as tragédias do passado, mas antes a esperança no futuro, na redenção, e isso inclui para os judeus a construção do Templo em Jerusalém.
Para os judeus, o Monte do Templo e o próprio Templo são o coração da nação de Israel, não podendo haver coração sem corpo.
Para outros rabinos presentes nas comemorações, a reconstrução de Jerusalém só ficará completa com a edificação de um novo Templo: "Estamos todos aqui para declarar que temos regressado a Jerusalém e, querendo, Deus, prepararemos os corações do povo para retornarem ao Monte do Templo, bem como para reconstruírem o Templo. Não nos envergonhamos de o dizer: queremos reconstruir o Templo no Monte do Templo!"
Outros judeus afirmaram que durante 2 mil anos o povo judeu vivenciou os textos do Livro de Lamentações, mas que agora é tempo para deixar de lamentar e agir.
Nesta passada semana o "Instituto do Templo" lançou um video à escala mundial, apelando a todos os judeus de todo o mundo que "é tempo para se reconstruir o Templo."

Napoleão Bonaparte e a Reconstrução do templo
Conta-se que Napoleão Bonaparte passeava-se certa noite por uma rua, quando viu uma sinagoga iluminada por algumas candeias e pessoas sentadas no chão numa atitude de lamentação.
Questionando sobre que catástrofe teria caído sobre aquela pobre gente, foi dito ao imperador que aquela gente lamentava a destruição do seu santo Templo em Jerusalém. Napoleão estava convencido de que teria sido uma tragédia recente, mas após ter ouvido que era algo que tinha acontecido há quase 2 mil anos atrás, diz-se que ele comentou: "Um povo que há milénios lamenta pelo seu Templo também viverá para vê-lo reconstruído."
E assim será, sem dúvida...!

Publicado em Shalom, Israel!


"É tempo de construir o terceiro tempo" - Convocação aos judeus de todo o mundo

O "Instituto do Templo" lançou uma campanha a nível mundial através do youtube, convocando os judeus do mundo inteiro para aquilo que eles entendem ser a sua missão: juntar judeus para a reconstrução do Templo, o verdadeiro coração da religião judaica, destruído há quase 2 mil anos atrás.
O lamento pela destruição do Templo e a saudade pelo mesmo tem marcado a História do judaísmo nestes últimos 2 mil anos de Diáspora e retorno à Terra da Promessa. O próprio casamento judaico faz alusão a isso, quando o noivo quebra com o pé um copo de vidro envolto em pano, lembrando dessa forma a destruição do Templo.
No vídeo postado pelo Instituto, logo depois que o copo é quebrado pelo actor que figura o noivo, surge a questão: "quantos copos será necessário quebrar até à reconstrução do Templo?"
Este vídeo, que surge a poucos dias da celebração do "Tisha B'Av" - lembrando o dia da destruição do 2º Templo pelas forças de Roma no ano 70 d.C. - faz parte da nova estratégia do Instituto para captar a atenção dos judeus através dos media e da internet: "O nosso objectivo é de despertar a consciência do povo judeu e de toda a humanidade para o papel central que o santo Templo representa para a vida da humanidade" - afirmou o rabi Chaim Richman, co-fundador do Instituto sediado em Jerusalém.

Publicado em Shalom, Israel!


223 novos imigrantes judeus norte-americanos chegam à Israel

Chegaram ontem ao aeroporto de Tel Aviv mais 223 olim (novos imigrantes) que farão residência em Israel. Desta vez, o grupo é originário dos Estados Unidos, tendo viajado num moderno jacto Boeing 777 da companhia israelita EL AL.
O grupo foi recebido com pompa e circunstância no aeroporto Ben Gurion.
Esta nova onda de judeus fazendo aliyah (retorno) à Terra da Promessa, é mais um cumprimento da profecia dada através do Jeremias (31:15-16).

Publicado em Shalom, Israel!


Sinagoga dos dias de Jesus é descoberta na Galileia, confirmando os relatos do Novo Testamento

Foram descobertas ruínas de uma estrutura fora do habitual que funcionava como sinagoga na época do Segundo Templo. As escavações que trouxeram à luz esta estrutura estão a ser conduzidas em Tel Rechesh, em pleno parque da reserva natural de Nahal Tavor, na baixa Galileia.
Esta sinagoga é uma das oito até agora descobertas em Israel datando do período do Segundo Templo, portanto contemporâneas de Jesus.
Segundo o Dr. Motti Aviam, pesquisador senior do Instituto Arqueológico Galileu, "esta é a primeira sinagoga descoberta na área rural da Galileia, confirmando a informação histórica do Novo Testamento, onde se refere que Jesus pregava em sinagogas nas aldeias da Galileia."
No primeiro século d.C. uma grande propriedade agrícola foi criada naquele tel (uma colina composta por camadas de achados arqueológicos). Os edifícios da propriedade agrícola incluíam uma estrutura contendo uma grande sala medindo 8 x 9 metros. As paredes da sala estão alinhadas com bancos habilmente construídos em mármore.
Os arqueólogos também descobriram ao longo da parede norte duas grandes pedras em basalto que formavam parte de um altar para rituais que já era usado cerca de 1.500 anos da época da sinagoga num templo numa cidade cananita existente no mesmo lugar.
Mais uma prova insofismável da veracidade dos relatos do Novo Testamento, ao mesmo tempo que uma atracção para todos quantos, como eu, ambicionam conhecer de perto todos os locais onde o nosso Senhor Jesus caminhou!

Publicado em Shalom, Israel!


Padre: 'Eu vi uma criança levitar'

A paróquia luterana, chamada El Buen Pastor de Santos Lugares em Buenos Aires, oferece cursos na área de parapsicologia, angelologia e demonologia. Você estuda três anos e recebe o título de auxiliar de exorcismo.
A escola é chefiada pelo padre Manuel Acuña, bispo-exorcista da Igreja Luterana. Ao mesmo tempo ele dirige a paróquia acima referida.
Segundo o site oficial da paróquia, a igreja possui uma equipe de especialistas, formada pelo professor e parapsicólogo Gustavo Fernández, que são excelentes e reconhecidos profissionais em várias áreas.
"Existem várias formas de manifestação espiritual. Nos meus 1.200 exorcismos eu vi tudo, exceto o fenômeno da cabeça que gira 360 graus [em referência ao clássico do filme de terror 'O exorcista']. Eu vi uma pessoa levitar, uma criança de 6 anos", revela o padre em um vídeo no site da paróquia.
Os estudos na primeira Escola de Exorcismo e Libertação abrangem muitas disciplinas, entre elas, estudo bíblico, psicologia, filosofia etc.
A curiosidade é que os matriculados obtêm o diploma de Auxiliar Exorcista caso concluam o curso, enquanto que existe também a possibilidade de receber o título de nível médio – Consultor em Assuntos de Exorcismo.
O primeiro curso começou em 29 de março e participaram 32 alunos, tendo como maioria, praticantes na área de parapsicologia. O custo mensal é de 50 dólares. As aulas, com duração de uma hora e meia, são realizadas às terças.

Publicado em Sputnik


17 de ago de 2016

“Precisamos unir a teologia reformada com o fervor pentecostal”, diz Reverendo Hernandes Dias Lopes

A visão do pastor presbiteriano Hernandes Dias Lopes sobre o equilíbrio entre a teologia protestante e a pentecostal vem chamando a atenção de milhares de internautas nas redes sociais.
O vídeo de uma entrevista concedida pelo pastor no programa “Trocando Ideias”, exibido pela LPC TV no dia 28 de outubro de 2013, voltou a ser comentada no Facebook e foi visualizada por mais de 44 mil pessoas desde a última quinta-feira (11).
Na ocasião, o Rev. Cláudio Martins levou à Hernandes a seguinte pergunta de um dos telespectadores: “Fui influenciado pela teologia reformada, mas sou assembleiano. Na minha igreja, tal teologia não é admirada. Por que os pastores pentecostais não partilham dessa teologia?”
“Eu acredito que por não conhecerem”, responde Hernandes, que é pastor titular da Primeira Igreja Presbiteriana de Vitória (ES). “Há uma confusão das pessoas de acharem que a teologia reformada não tem nenhuma ligação com a piedade, com o fervor, com o avivamento, com a busca do Espírito Santo, com a vida de oração, com a santificação, com a vida plena de Deus.”
Hernandes acrescenta que as igrejas protestantes no Brasil precisam voltar às suas origens, pois perderam o fervor ao preservar a ortodoxia. “Não tem coisa melhor do que ter uma teologia reformada regada com óleo, com a unção, com fervor, com entusiasmo, com vibração, com paixão, com a vida plena do Espírito Santo de Deus”, aponta.
“O que nós precisamos é do que Martyn Lloyd-Jones colocou, é não separar o que Deus uniu: ortodoxia e piedade, teologia e vida, credo e conduta. É manter essa verdade regada com o óleo do Espírito. Essa junção da teologia reformada com a unção, com o fervor pentecostal, isso é uma coisa fenomenal”, acrescenta o pastor.
“Nós temos uma teologia magnífica, mas tem muita gente engessando essa teologia. Ela precisa ser cheia de entusiasmo e fervor espiritual”, finaliza.
Assista a entrevista completa:

Publicado em Vox Livre