Header Ads

ATUALIZADAS
recent

Em Jaboatão, prefeito dá caixões e dona de bordel é candidata

A dona de um bordel, um cantor brega, um evangélico[bb] e um político populista que distribui caixões à população carente são as atrações da eleição deste ano em Jaboatão dos Guararapes, na região metropolitana de Recife. Em comum, eles têm a pretensão de convencer os eleitores do segundo município mais importante de Pernambuco em número de eleitores e orçamento. Lá os holandeses foram expulsos do Brasil na última Batalha dos Guararapes, mas nos últimos 50 anos a cidade nunca teve muita sorte com os seus políticos, que se destacaram por alto índice de corrupção ou incompetência administrativa. O município lidera a lista de vereadores e prefeitos acusados de irregularidades no Tribunal de Contas do Estado (TCE), com 72 nomes denunciados.
Um deles é o atual prefeito Newton Carneiro (PRB) que, aos 86 anos, tenta a reeleição. Ele já foi deputado estadual e ergueu sua reputação construindo abrigos com telhas de zinco nos bairros populares de Recife – algo não muito apropriado para o clima local – e distribuindo caixões para famílias pobres. Newton é um fenômeno eleitoral, mas está longe de ser considerado um estadista. O TCE o acusa de má gestão no uso das verbas públicas.
Há mais de cinco décadas na política, Carneiro é conhecido pelo estilo folclórico. Ele tem o hábito de sacar bolachas do bolso do paletó e oferecer às pessoas na rua e preserva o hábito de andar com uma das barras da calça arregaçada para demonstrar "simplicidade".
Do ponto de vista eleitoral, a estratégia de Carneiro não está dando resultado. O candidato do PT, o deputado André Campos, que reuniu uma coligação de 15 partidos, lidera a preferência dos eleitores que de certa forma estão cansados das estripulias do atual prefeito. Outro adversário relevante é o deputado federal Paulo Rubem Santiago, que deixou o PT e disputa pelo PDT.
O palanque do prefeito de Jaboatão reflete esse estilo peculiar. O seu candidato a vice é o deputado federal e cantor gospel Marcos Antônio[bb], conhecido como Negão Abençoado. Não menos folclórico, o parlamentar dá "canjas" nos atos de campanha. Carneiro tem caprichado nas promessas bizarras. Entre elas, promete construir um cemitério especial para enterrar "bandidos" na cidade.
AE
Rossi em atividade de campanha
Em termos de bizarrice, o prefeito está bem acompanhado por alguns candidatos a vereador. Disputam pela primeira vez vaga na Câmara Municipal o famoso cantor brega Reginaldo Rossi[bb] (PST) e a administradora de bordel Odete Miranda (PTC).
Rossi, que divide a sua nova agenda política com seus compromissos artísticos, vem se apresentando como uma alternativa "ética" na cidade, já que "não precisa da política para sobreviver". "Eu faço os meus shows e ganho dinheiro", diz o cantor. Já Odete Miranda tem um slogan sugestivo: "Um caso de amor por Jaboatão". Dona da casa noturna Maison d'Odete, ela foi presa no final de 2007 acusada de aliciar crianças e adolescentes[bb].

Último Segundo
Tecnologia do Blogger.