Header Ads

ATUALIZADAS
recent

Família acusada de sacrifícios humanos é presa no México

Reprodução de um sacrifício asteca
Reprodução de um sacrifício asteca
Oito membros de uma família mexicana foram detidos no Estado de Sonora por sua suposta responsabilidade em assassinatos cometidos durante rituais de sacrifício. O porta-voz da Procuradoria de Justiça de Sonora, José Larrinaga, afirmou à Agência Efe que as prisões, efetuadas na terça-feira, derivaram do recente reporte do desaparecimento de uma criança de 7 anos de idade.
Indicou ainda que ao serem interrogados por agentes policiais, os familiares da criança caíram em contradição e finalmente confessaram que a tinham assassinado "para oferecer um sacrifício à 'Santa Muerte'". "Fizeram um ato de culto à 'Santa Muerte' e ofereceram em sacrifício o sangue do menor", detalhou.
Larrinaga disse que os detidos foram interrogados sobre outra criança cujo desaparecimento foi informado há aproximadamente um ano, "e também confessaram que a haviam assassinado, e terminaram por confessar que tinham matado também uma senhora". Os detidos mostraram aos agentes o local onde sepultaram os corpos de suas vítimas, a cerca de 200 m da localidade de Nacozari, onde foram encontrados os restos das três pessoas em um raio de 100 m.
O porta-voz declarou que as investigações continuam para determinar se há outros participantes nos homicídios ou se houve mais vítimas. A Santa Muerte é uma figura venerada no México, que combina elementos do culto pré-hispânico aos mortos e do catolicismo. Em algumas ocasiões, o culto é vinculado a diferentes tipos de crimes, principalmente o narcotráfico.

Notícias Cristãs com informações da EFE via Terra
Tecnologia do Blogger.