Header Ads

ATUALIZADAS
recent

Cérebro de ator enforcado acidentalmente foi afetado, aponta exame

Ator Thiago Klimeck em cena da Paixão de Cristo, encenada em Itararé
Ator Thiago Klimeck em cena da Paixão de Cristo
Thiago Klimeck continua em coma, em estado grave e respirando com a ajuda de aparelhos. Acidente ocorreu em Itararé, em São Paulo.
O ator Tiago Klimeck, de 27 anos, teve o cérebro afetado por causa do acidente sofrido na noite da Sexta-Feira Santa durante a apresentação da Paixão de Cristo, em Itararé (SP). Há alterações no crânio do paciente, segundo o novo boletim médico divulgado na tarde desta terça-feira pela Santa Casa de Itapeva, onde ele está internado desde sábado.
Família torce por recuperação: “Agora é aguardar”, diz irmã de Thiago.
As alterações foram reveladas pela tomografia computadorizada a que o ator foi submetido nesta terça-feira, de acordo com o boletim divulgado pela assessoria de imprensa do hospital. Em coma induzido, ele continua internado em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e respira com a ajuda de aparelhos. O curto boletim médico não fornece mais detalhes sobre o estado de saúde do ator, que por pouco não morreu durante o espetáculo.
O ator sofreu asfixia mecânica acidental, o que causou hipóxia cerebral grave e prolongada (falta de oxigênio no cérebro). Tiago estava num cenário que imitava uma pedra e ficou quatro minutos desacordado. Os outros atores acionaram o socorro assim que perceberam o acidente.

“Ele fez tudo o que era para ser feito”, diz colega de elenco
A família do ator acredita que o equipamento de segurança utilizado durante a peça apresentou alguma falha. Eles não estavam presentes no espetáculo. “Todo ano a gente assiste, mas bem neste não fomos. Foi até melhor. Imagina o choque, se nós estivéssemos lá na hora”, diz o comerciante Leandro Luiz Bueno, de 36 anos, cunhado de Thiago.
De acordo com Gleison Thiago Domingues, 20 anos, que interpretou Jesus Cristo na peça, essa foi a terceira vez que Thiago Klimeck representou Judas na encenação da Paixão de Cristo e a segunda, com este equipamento.
Após visitar o irmão no hospital no domingo (8), Fabiana Bueno, 31 anos, ficou muito emocionada, chorou ao falar do estado de saúde de Thiago, mas disse ter esperança na recuperação dele. “Agora é só aguardar. Tenho dois filhos e ele sempre foi como se fosse o terceiro.”

Entenda o caso
De acordo com testemunhas integrantes do grupo teatral, Thiago vestia um colete com uma cadeira de segurança na qual ele deveria se sentar durante a cena que simulava o enforcamento. No espetáculo, essa cadeira era fixada em uma corda de seis metros, cuja a outra extremidade estava amarrada a uma árvore. Thiago subiu a escada montada embaixo da árvore e saltou do último degrau. Ainda não se sabe se o ator se enforcou com a corda ou com o colete.
André Luiz da Cunha, que interpretava o carrasco na peça, foi quem amarrou a corda no colete. Ele disse ao iG que todo o procedimento foi feito normalmente. “Fizemos a mesma coisa no ensaio e deu tudo certo”, disse. De acordo com a diretora do espetáculo, Janaína Carvalho, de 28 anos, a cadeirinha de segurança foi emprestada pelo Corpo de Bombeiros, que explicou como deveria ser feita a utilização. O Corpo de Bombeiros, no entanto, nega qualquer envolvimento com o espetáculo.
Nem os atores, nem o público perceberam que Thiago estava desacordado, pois na cena ele deveria fingir-se de morto. Quando o ator não respondeu aos chamados dos colegas para retirar o equipamento, o socorro foi chamado. Thiago ficou pelo menos quatro minutos sufocado.
O delegado da Polícia Civil de Itacaré José Vitor Bacetti informou que vai ser instaurado um inquérito para apurar as circunstâncias do ocorrido e se houve responsabilidade de algum dos envolvidos. A polícia apreendeu os seis metros de corda utilizados e a cadeira de segurança, que podem seguir para a perícia.

Notícias Cristãs com informações da AE via US
Tecnologia do Blogger.