Header Ads



ATUALIZADAS
recent

Hasteamento de bandeira de Israel em mesquita revolta muçulmanos

Soldados israelenses violaram o status quo vigente na esplanada das Mesquitas, em Jerusalém Oriental, nesta segunda-feira ao içar a bandeira de Israel em frente à Mesquita de Omar, afirmou o diretor do Waqf, instituição que administra as propriedades muçulmanas.
"Mais de 180 soldados de uma unidade especial do Exército israelense hastearam hoje uma grande bandeira israelense diante da Mesquita da Rocha (ou Omar), o que constitui uma grave provocação", disse à AFP Sheikh Azzam al-Khatib.
Ele afirmou que os soldados entraram na esplanada como parte de uma excursão organizada e aprovada pela polícia israelense. A esplanada que abriga a mesquita Al-Aqsa e a de Omar, é o terceiro local mais sagrado no Islã, depois de Meca e Medina.
Sheikh Azzam al-Khatib apresentou imediatamente uma queixa à polícia israelense e às autoridades jordanianas. Consultado pela AFP, a porta-voz da polícia israelense, Luba Samri, confirmou o incidente e disse que um policial do alto escalão havia agido rapidamente para expulsar os soldados "com uma bandeirinha".
A porta-voz informou que os soldados estariam sujeitos a medidas disciplinares.
O tratado de paz assinado entre Jordânia e Israel, em 1994, prevê a responsabilidade da Jordânia na gestão dos locais sagrados muçulmanos em Jerusalém Oriental. O reino Hachemita tem sido, tradicionalmente, o guardião das mesquitas de Al-Aqsa e de Omar, que ele administra em coordenação com a Autoridade Palestina.
Israel conquistou a parte leste de Jerusalém durante a Guerra dos Seis Dias de junho de 1967 e, em seguida, anexou e declarou a cidade inteira como sua "capital eterna e indivisível". Esta decisão nunca foi reconhecida pela comunidade internacional.
Os palestinos querem estabelecer no leste de Jerusalém a capital do Estado que aspiram.

Notícias Cristãs com informações da AFP via Terra
'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.