Header Ads

ATUALIZADAS
recent

Ahmadinejad: "Deus não criou o homem para viver em conflitos"

Mahmoud Ahmadinejad adotou tom religioso em entrevista coletiva à imprensa.
Presidente do Irã evoca o nome de Deus e ataca "ordem mundial" em pronunciamento no Rio.
"Em nome de Deus clemente e misericordioso". O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, começou a entrevista coletiva nesta quinta-feira (21) no Rio de Janeiro "evocando" o nome de Deus, que também foi usado ao longo de seu discurso. Ele atendeu jornalistas em um hotel luxuoso em São Conrado, na zona sul da capital fluminense. Na cidade para participar da Rio+20, ele ressaltou o papel do Brasil e da região na conferência.
— Minhas saudações ao povo caloroso do Brasil, que desenha um papel importante na contribuição na América Latina e na cúpula.
Em tom religioso, o presidente do Irã falou sobre pontos que estão em discussão pelos chefes de Estado na conferência, mas, ao mesmo tempo, atacou as superpotências.
— Deus não criou o homem para viver em conflitos, discriminação, miséria e atrasado. Deus quer um ambiente de bem estar com solidariedade. As minorias, por ilusão, estão dominando e impedindo o progresso, fazendo rivalidade entre as nações.
Ahmadinejad voltou a criticar o que chama de "ordem mundial" e colonialismo dos países mais ricos, a quem atribui a fome de bilhões de pessoas.
— Na situação atual, três bilhões dos sete bilhões de pessoas do planeta vivem na pobreza.
Para o presidente iraniano, a maioria das nações vive sob a constante de uma minoria que ameaça e traz a insegurança.
— A prosperidade da comunidade humana pede Justiça e compaixão. Sim, existe uma distância geográfica entre nós, mas certamente construiremos um futuro claro junto com a América Latina. Todos unidos para um futuro de amor.

R7
Tecnologia do Blogger.