Header Ads

ATUALIZADAS
recent

Ativista semi-nua ataca líder da igreja ortodoxa

O líder da igreja ortodoxa russa foi atacado por uma ativista do grupo ucraniano Femen esta quinta-feira, no aeroporto de Kiev, momentos após ter saído do avião para uma visita a este país.
A feminista Yana Zhdanova, que tinha escrito no seu corpo semi-nu as palavras «Kill Kirill», conseguiu chegar muito perto do patriarca e gritou: «Kirill, vai para o inferno».
A ativista, que protestava contra as políticas anti-ucranianas da igreja e do Kremlin, foi parada no último momento por segurança e por um padre.
Yana Zhdanova foi detida e será levada a tribunal brevemente, onde arrisca uma pena de multa e vários dias na prisão.
A igreja ortodoxa ucraniana continua a depender do patriarca de Moscovo, mas há um movimento crescente para se tornar independente. Nesse sentido, nem sequer irá apresentar queixa contra a feminista.
«A rapariga foi humilhada e penso que isso chega. Se colocarmos um polícia perto de todos os pecados, o que seria da nossa vida?», questionou o porta-voz da igreja ortodoxa ucraniana, Vasily Anisimov, ouvido pela Associated Press.
O patriarca Kirill não reagiu e falou aos jornalistas sobre a sua visita normalmente.




24TVi
Tecnologia do Blogger.