Header Ads



ATUALIZADAS
recent

Menina cristã de 10 anos é estuprada por muçulmano de 60 anos no Paquistão

Allah Rakhi, de 10 anos, foi estuprada por um muçulmano de 60 anos em Faisalabad, no Paquistão, tendo sido deixada no chão sangrando e inconsciente, dentro da casa do estuprador, informou a AsiaNews.
Menina de 11 anos acusada de blasfêmia no Paquistão não pode ir para casa A menina, de família pobre, foi sexualmente abusada no dia 25 de agosto, sendo notiticiada durante esta semana pelas publicações asiáticas. De acordo com os relatos, Allah havia ido a uma loja vender itens antigos juntamente com sua irmã de 8 anos, Suneha. O sucateiro, Muhammad Nazir, 60, que fazia acordo com a menina a levou para a sua casa onde disse que a pagaria. Chegando lá, ele deixou de fora a sua irmã, e a violentou dentro da sua residência.
Allah ficou caída no chão inconsciente e sangrando depois do estupro, onde ainda se via filmes pornôs pela TV, segundo uma das fontes. Suneha entrou e viu sua irmã nua no chão e foi correndo chamar seu pai.
O pai ficou transtornado diante da situação e graças à ajuda de um ativista cristão, o homem foi processado e preso, mesmo depois de haver ameaçado os cristãos de pagar por isso caso eles relatassem o incidente.
O pai de Allah informou que a menina foi enviada para um local desconhecido para a sua segurança e reclamou do sistema social em que os ricos abusam de seu status.
“Somos muito pobres e incapazes de brigar com esse tipo de gente rica”, disse Sarfraz Masih, o pai da criança ao AsiaNews. “Fomos ameaçados, mas nós iremos lutar por justiça e não iremos recuar por causa de ameaças ou recursos. Minha filha está em uma situação crítica e eu a enviei para um lugar desconhecido por questões de segurança”.
Para o vigário geral da Diocese de Faisalabad, o padre Khalid Rashid Asi, “a falta de justiça no Paquistão significa que o rico e o poderoso pensam que eles podem cometer tais atos e ficar impunes disso”.
Asi lembrou também sobre a desigualdade entre a minoria religiosa e os muçulmanos, dizendo que se o crime houvesse sido cometido contra uma garota muçulmana, “todos os lares cristãos provavelmente já teriam sido queimados”.
“A lei deve ser a mesma para todos”.

CP



'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.