Header Ads



ATUALIZADAS
recent

Marc Chagall também ilustrou a Bíblia

Na Universidade Internacional de Moscou estão patentes ilustrações originais da Bíblia criadas por um dos maiores artistas do século XX, Marc Chagall. A abriu em 22 de novembro.
Irina Stejka, curadora da exposição, contou à Voz da Rússia:
“A exposição apresenta litografias originais feitas em 1960 no estúdio de Fernand Mourlot. Não existe nada melhor no mundo da litografia, são as melhores litografias em termos de qualidade. Infelizmente, as placas a partir das quais foram imprensas acabaram por ser destruídas e as litografias se espalharam por coleções das maiores bibliotecas, como, por exemplo, a Biblioteca do Congresso dos EUA, bem como por coleções particulares.”
Os temas bíblicos sempre inspiraram Marc Chagall, e o artista considerava a Bíblia a maior fonte de poesia de todos os tempos. Cada uma das litografias em exposição torna-se parte da mensagem bíblica criada por Marc Chagall.
A série Bíblia levou várias décadas a fazer. Sabe-se que Marc Chagall pensou em ilustrações para a Bíblia pela primeira vez ainda em 1920. O famoso editor parisiense Ambroise Vollard ajudou o artista a por a ideia em prática. Em 1930, ele encomendou uma série de ilustrações de Chagall e prestou até mesmo assistência financeira à organização de uma viagem à Palestina. Segundo a convicção de Marc Chagall, ele não poderia começar a trabalhar sem conhecer a Terra Santa. O artista chamou às suas impressões de viagem “as mais fortes em sua vida”, elas se tornaram uma fonte de inspiração para a criação das obras apresentadas na exposição.
Devido à morte de Ambroise Vollard e ao início da Segunda Guerra Mundial, o projeto foi adiado e só no final dos anos 50 as litografias foram impressas.
De acordo com Marc Chagall, a principal característica das obras da série Bíblica é que elas transmitem a integridade, a pequenês e continuidade do ser. “Desde minha juventude, quando eu começei a usar lápis, que estava procurando algo que se pudesse espalhar, como uma grande torrente correndo em direção a praias distantes e desejadas. Quando eu pegava uma placa litográfica ou uma placa de cobre, eu sentia como se estivesse a segurar uma mascote nas minhas mãos. Parecia-me que podia colocar nelas todas as minhas tristezas e alegrias,” escreveu o artista.
“Apesar do grande interesse pelo trabalho de Marc Chagall na Rússia, a sua série Bíblia é ainda hoje pouco conhecida do público em geral,” diz Irina Stejka. “Portanto, o projeto Imagens Bíblicas de Marc Chagall é verdadeiramente único".






Voz da Rússia
'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.