Header Ads



ATUALIZADAS
recent

Bispo da Igreja Universal procura explicar mortes ocorridas em evento na capital angolana

A Igreja Universal do Reino de Deus, em conjunto com a Polícia de Investigação Criminal, está a trabalhar no sentido identificar as causas da morte de mais de dez fiéis da instituição religiosa, informou o bispo Augusto Dias, da Iurd.
A Igreja Universal do Reino de Deus (Iurd), em conjunto com a Polícia de Investigação Criminal, está a trabalhar no sentido identificar as causas da morte de mais de dez fiéis da instituição religiosa, informou , quarta-feira, em conferência de imprensa na capital angolana, o bispo Augusto Dias, da Iurd.
Augusto Dias informou que estão a inquirir pessoas que estiveram no local do acontecimento para que, junto com a polícia, possam apurar e chegar a uma conclusão sobre o que de facto aconteceu, segundo noticia o Jornal de Angola.
O líder da Igreja Universal do Reino de Deus em Angola disse que a vigília, na noite de 31 de dezembro para 01 de janeiro, foi realizada na maior das intenções.
"A vigília foi para suprir a necessidade espiritual dos crentes. Mas infelizmente perdemos os nossos irmãos. Neste preciso momento a igreja está de luto e gostaríamos que respeitassem a nossa dor, a dor das famílias e que nessa hora esperamos das pessoas palavras de conforto".
O bispo lamentou o incidente e vai prestar o apoio total da igreja aos familiares das vítimas do dia 31. "As famílias aceitaram de bom grado o apoio em transporte, urnas e outras acções e perceberam que não foi um incidente premeditado pela direcção da Igreja", afirmou.
Augusto Dias garantiu que estavam tomadas todas as medidas de segurança para a realização do evento. "Já temos experiência com isso. Não fomos irresponsáveis. Nunca tivemos problemas de organização porque sabemos que movimentamos multidões. Nós solicitamos o apoio da Polícia Nacional, Protecção Civil e Bombeiros, Cruz Vermelha de Angola, cinco mil e trezentos obreiros, cem pessoas entre médicos e enfermeiros para dar apoio à actividade".
Pelo menos dez pessoas morreram, na noite de segunda-feira, e 120 ficaram feridas durante uma cerimónia da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD). O acidente ocorreu no Estádio Nacional da Cidadela Desportiva onde decorria a vigília da IURD designada "Vigília da Virada – Dia do Fim". A maioria das vítimas sofreram esmagamento e asfixia.
Segundo o Serviço Nacional de Proteção Civil e Bombeiros, o recinto tinha capacidade para 70 mil pessoas, mas concentraram-se no local 250 mil pessoas e apenas dois dos quatro portões estavam abertos. Com informações do Jornal de Angola.

Africa 21
'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.