Header Ads

ATUALIZADAS
recent

Estelionatário que se passou por padre é preso em Alagoas

Acusado ficou ‘famoso’ após se passar por padre e aplicar golpes em várias cidades do interior alagoano.
Foi preso na noite desta segunda-feira (14), na cidade de Piranhas, interior de Alagoas, Antônio Rogério Feijó, 39 anos, foragido da Justiça de Alagoas, Ceará, Pernambuco acusado de estelionato e pedofilia.
Apontado pela polícia como o estelionatário mais procurado do nordeste, Antônio Feijó foi preso após denuncia. O acusado foi detido no interior de uma residência, onde, segundo a polícia, ele aplicava mais um golpe.
Feijó ficou ‘famoso’ após se passar por padre e aplicar golpes em várias cidades do interior alagoano e dos estados onde era procurado, oferecendo emprego em empresas de grife e renome no país.
O crime só era descoberto após o golpista não comparecer no dia e hora marcados para realizar entrevista com as vítimas, que adiantaram dinheiro e objetos ao falsário, que fugia logo após aplicar o golpe.

Fama
Se passando por padre no estado do Ceara, no ano de 2008 o golpista mudou de nome, Antônio Rogério, que é natural de Alagoas, se identificou como Antônio Rogério Peixoto, se dizendo herdeiro de uma fazenda no estado de Alagoas, mas foi descoberto e preso sob a acusação de exercer ilegalmente o sacerdócio.
Como agenciador de modelos, na cidade de Penedo, Antônio recrutou algumas adolescentes para seguirem a carreira de modelo e oferecia às vítimas um contrato de R$ 1.500, mas antes cobrava uma taxa alegando que era para pagar as fotos que seriam tiradas.
Acusado de pedofilia, o estelionatário nega o crime, mas confessou a polícia as durante a prisão que aplicou vários golpes em Alagoas e nos estados de Pernambuco e Sergipe. Antônio Rogério está preso na Delegacia Regional de Delmiro Gouveia.

Maceió Agora
Tecnologia do Blogger.