Header Ads



ATUALIZADAS
recent

Missionárias reforçam evangelismo às mulheres indianas

Programa envia missionárias em toda a Índia para compartilhar o amor de Cristo com outras mulheres.
A organização missionária “Evangelho Para a Ásia” saudou a discussão global sobre o a situação das mulheres indianas após o brutal estupro e assassinato de uma mulher em Nova Délhi no mês passado.
Uma mulher não identificada de 23 anos de idade foi sequestrada, estuprada e assassinada em um ônibus Deli em 16 de dezembro. Ela morreu na semana passada, como resultado de seus ferimentos.
O ataque provocou protestos generalizados sobre o tratamento das mulheres indianas. Cinco homens são suspeitos de serem, os responsáveis pelo ataque e, se condenados, enfrentarão a pena de morte.
O “Evangelho Para a Ásia” disse que o ataque tinha aberto os olhos do mundo para a violência contra as mulheres na Índia. A organização disse que as condições são piores entre os dalits, que são as castas mais baixas e consideradas subumanas.
Além do problema do estupro, a Organização aumentou a preocupação sobre a "rotina" de assassinatos de mulheres por meio de infanticídio, com base no aborto, o sistema de dote e falta de assistência médica adequada.
Ele estima que cerca de 10.000 mulheres são assassinadas a cada ano porque não podem elevar os dotes necessários para o casamento.
Quase a metade de todas as mulheres casadas (46%) estão com 18 anos ou menos, e o casamento de meninas com idade entre 5-7, apesar de ilegal, ainda é praticada em algumas áreas rurais.
Um em cada quatro estupros ocorre em Delhi, mas o presidente da Organização cristã, Yohannan, disse que talvez apenas 1% de todos os estupros são relatados.
Embora as mulheres sejam as vítimas, a que foi estuprada é socialmente marginalizada do casamento para sempre e a vergonha é suportada por toda a família.
Sr. Yohannan disse que as condições das mulheres na Índia é um "mal terrível que está piorando".
Ele saudou a maneira em que o mais recente ataque em Nova Deli lançou uma luz sobre a situação das mulheres indianas.
"As mulheres que suportam um longo tempo de abusos na Índia agora ganham destacado", disse ele.

Organização leva o amor de Cristo às indianas
"O estigma social e o tratamento desumano com impunidade tornou-as um dos maiores grupos de povos não alcançados", afirma o presidente da organização Evangelho para a Ásia, Yohannan.
O presidente da organização disse que o Programa "Mulheres Alcançando Mulheres" foi redobrado na Índia.
O programa envia missionárias mulheres em toda a Índia para compartilhar o amor de Cristo com outras mulheres.
Mais de 59 mil mulheres na Índia estão matriculadas no sistema de microfinanças que está sendo administrado por parceiros da Organização. As mulheres também estão recebendo doações, como máquinas de costura e galinhas para apoiar a si e suas famílias.
Com uma estimativa de 46.000 viúvas sendo assassinadas ou expulsas de suas casas a cada ano, parceiras do programa do Evangelho para a Ásia "Mulheres Alcançando Mulheres" estão fornecendo ajuda às viúvas.
"A educação para as mulheres em nome de Jesus está trazendo esperança", disse Yohannan.
"Enquanto a Índia precisa de aplicação de leis mais rigorosas para proteger as mulheres, a verdadeira libertação e esperança vêm apenas através do amor de Cristo.
"No ensino, estamos mostrando às mulheres que Jesus se preocupa com suas necessidades, ama e responde às suas orações".

Christian Today via CPAD News
'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.