Header Ads

ATUALIZADAS
recent

Pastor sugere que “vício da homossexualidade” pode ser curado com carícias a cavalos

As iniciativas visando um caminho facilitador para que gays abandonem a prática homossexual sempre rendem discussões entre religiosos e ativistas defensores da homossexualidade.
O site Huffington Post publicou o relato de uma dessas iniciativas, que pode ser considerada, no mínimo inusitada.
O pastor Raymond Bell, líder da Cowboy Church of Virginia (em tradução livre, Igreja do Vaqueiro da Vírginia), nos Estados Unidos, propõe que gays que desejam abandonar a prática homossexual devam se submeter à “Terapia Assistida por Equinos” (TAE).
Bell acredita que sessões de carícias a cavalos podem ser úteis a essas pessoas: “A TAE pode ajudar qualquer pessoa que está vivendo o estilo de vida homossexual ou envolvido com ela de qualquer maneira”, declarou o pastor.
A metodologia da TAE não foi explicada por Raymond Bell, embora ele tenha garantido que através de sua terapia, seja possível “identificar como uma pessoa foi ‘envolvida’ pela homossexualidade”. Bell explica que “a origem, por exemplo, pode ter sido um estupro, abandono, ausência de uma figura masculina como modelo, abuso, e até baixa autoestima”, enumera o pastor.
O pastor ressalta porém que, como a homossexualidade não é uma doença, não pode ser curada, mas como trata-se de comportamento, pode ser abandonada: “Homossexualidade é realmente um tipo de vício. Ele não é ‘curável’, como uma doença, porque é uma ‘escolha impulsionada’ pela pessoa”.

Gospel Mais
Tecnologia do Blogger.