Header Ads

ATUALIZADAS
recent

'Obra foi mal executada', afirma fiscal após vistoria em igreja em Fortaleza

Igreja que teve o teto desabado foi ampliada recentemente.
De acordo com fiscais, obra foi feita sem a técnica adequada.
Fiscais da Secretaria Executiva Regional V avaliaram na manhã desta quinta-feira (7) a estrutura da igreja evangélica que teve o teto desabado nesta quarta-feira (6), no Bairro Genibaú, em Fortaleza. Segundo os moradores do bairro, a igreja foi ampliada recentemente. Na avaliação dos fiscais da prefeitura, a obra de ampliação do prédio foi mal executada e o prédio deve ser interditado ainda nesta quinta-feira (7).
“Foi feito sem a técnica adequada, sem um profissional habilitado, no caso um engenheiro. Foi mal executada”, afirmou o fiscal Dalbernon Cajado. Na tarde da quarta-feira (6), o pastor da igreja Raimundo Nonato da Silva admitiu que realizou a obra da coberta da igreja sem licença e acertou a construção com um pedreiro. Os fiscais informaram que o restante da estrutura também está comprometido e pode desabar.
De acordo com a prefeitura, o proprietário vai receber uma notificação e, caso o problema não seja resolvido, vai gerar uma multa. Se não for paga, vai para a dívida pública e o prédio pode ser demolido. “Não tem condições de haver mais nada nesse prédio. A obra não tem um nenhum responsável técnico”, acrescenta o fiscal George Costa.
Moradores do Genibaú estão preocupados depois do desabamento. No bairro, é comum construções sem projeto de engenharia e autorização da Prefeitura. Os ficais afirmaram que a Secretaria Executiva Regional V deve aumentar as fiscalizações no local.

Ferido
O adolescente de 13 anos ferido no desabamento continua internado no Instituto José Frota (IJF). Segundo o hospital, ele continua na emergência em observação e fez exames. O estado de saúde do adolescente é estável.

Entenda o Caso

G1
Tecnologia do Blogger.