Header Ads



ATUALIZADAS
recent

Pastor é preso suspeito de roubar dinheiro de igreja evangélica

Segundo a polícia, ele chefiava grupo de comparsas.
As investigações vinham sendo feitas desde o ano passado.
Uma operação da Polícia Civil com apoio de policiais militares resultou na prisão de nove homens que, na madrugada desta terça-feira (30), tentaram roubar o dinheiro recolhido de fiéis de uma igreja evangélica localizada no centro de Porto Velho. Conforme a polícia, o pastor da igreja, de 23 anos, seria o líder do grupo.
Segundo informações da PC, desde o ano passado o pastor vinha sendo monitorado, depois que R$ 50 mil foram furtados da igreja. De acordo com as investigações, a polícia suspeitava do envolvimento do pastor no furto.
Após vários dias sondando o movimento no local, os policiais tomaram conhecimento da realização de um culto para arrecadação de oferta especial, resolveram intensificar as investigações e acabaram flagrando a ação dos suspeitos. O delegado responsável pelo caso, Paulo Kakionis, do 1º DP, disse que "o pastor se valia na verdade das informações privilegiadas quanto aos valores arrecadados, para facilitar a forma de praticar o crime; ele já tinha estimado que a arrecadação giraria em torno de R$ 150 mil".
Eles teriam tentado arrombar a porta dos fundos da igreja quando foram surpreendidos pelos policiais. Houve tiroteio no local e um dos integrantes do grupo conseguiu fugir, ninguém ficou ferido. Com os suspeitos foram encontrados armas, munição, dinheiro, celulares e capuzes.
Entre os integrantes do grupo estão três foragidos acusados por crimes de roubo. Um deles, de acordo com informações da polícia, cumpria pena pelo assassinato de um policial militar e por estupro e morte de uma mulher.
Segundo o delegado Paulo Kakionis, em dezembro de 2012 a mesma igreja foi alvo de um furto. A oferta arrecadada durante o ‘culto da Santa Ceia’, cerca de R$ 50 mil, foi roubada e nenhum suspeito havia sido preso. Porém, a polícia desconfiou do pastor, um homem de 23 anos, e resolveu observar as atividades dele. "Além de criminoso realmente ele é um traidor, porque ele tava agindo traindo a confiança que foi depositada nele porque ele deveria fazer justamente o contrário, zelar pela guarda do dinheiro e não subtrai-lo", finalizou Kakionis.
Ainda de acordo com a PC, os nove presos que podem estar envolvidos em outros crimes, foram levados para o Presídio Estadual Pandinha, onde ficam à disposição da Justiça.

G1
'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.