Header Ads



ATUALIZADAS
recent

Polêmico, Valdiram, ex-Vasco, larga boemia e vira pastor no Rio

Jogador largou o álcool e não faz sexo há mais de dois anos.
Difícil se esquecer de Valdiram. O polêmico atacante que jogou no Vasco em 2006, antes tinha seu nome associado a drogas, mulheres e bebidas. Hoje, sete anos depois, tudo mudou na vida do matador que virou religioso e parou de beber, usar drogas e até de fazer sexo. No Bonsucesso, o jogador da a volta por cima na sua vida.
O jogo virou para Valdiram. Antes ele era conhecido pelo “mal caminho” que seguia. Mas as coisas mudaram. O atacante chega de terno e gravata no treino e até tenta fazer com que os companheiros de time sigam o caminho de Deus, assim como ele. Membro da Assembléia de Deus no bairro do Éden, comandada pelo pastor Marcos Pereira, sua vida mudou.
Ele garante que não bebe bebida alcoólica há dois anos, mesmo tempo que não faz sexo. Segundo Valdiram, nem beijo mais ele tem dado e só vai beijar quando a escolhida pelo Espírito Santo aparecer. O atleta sai todos os dias a noite, mas não é para a balada. Seu destino é o monte Santa Cruz da Serra, local onde ele deixa toda a maldição.
Reserva no Bonsucesso, Valdiram ainda não marcou com a camisa do clube, mas isso não lhe da dor de cabeça. Experiente, o atacante já atuou por 20 clubes em sua carreira e garante que isso lhe deu tranqüilidade. No período que ficou afastado do futebol, ele disse ter ajudado a retirar viciados de crack das favelas e levá-los ao projeto do pastor Marcos Pereira. Com uma missão mais tranquila  o matador espera levar sua equipe a final do primeiro turno.
Com mais polêmicas do que partidas boas, Valdiram ganhou fama pela artilharia na Copa do Brasil em 2006 com a camisa do Vasco. Depois rodou o Brasil, sempre colecionando polêmicas. Foi acusado de estupro, agressão a uma mulher, fugas de concentração e faltas a treino. Durante sua passagem pelo Central, foi dispensado por promover uma festa e andar nu pela concentração. Histórias de um passado distante.

Portal FI
'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.