Header Ads



ATUALIZADAS
recent

"Religiões estão promovendo caça às bruxas", diz Gabi ao lançar programa sobre sexo

Atração irá ao ar todas as quartas, à meia-noite.
A jornalista e apresentadora Marília Gabriela recebeu a imprensa nos estúdios do SBT, em São Paulo, para promover seu novo programa, "Gabi Quase Proibida", um debate sobre sexo que irá ao ar todas as quartas, à meia-noite. Durante a conversa, ela disse que pretende desmistificar o assunto em uma época em que o Brasil passa por um retrocesso moral a respeito do tema.
"Acho que veio bem a calhar porque ontem foi aprovado esse projeto da 'cura gay'. As religiões hoje em dia estão promovendo uma caça às bruxas. E o programa pretende discutir de onde vem essa hipocrisia brasileira em relação ao sexo. Eu digo de onde vem: da culpa causada pela religião", disse.
A apresentadora contou que a ideia do programa surgiu em 2004, quando ela estava fazendo a novela "Senhora do Destino" na Globo. Segundo Gabi, ela visitou o Museu do Sexo, em Nova York, e ofereceu à emissora carioca a ideia de fazer um programa sobre o tema.
"Achei que podia ser um programa de utilidade pública. Mas o Otávio Florisbal [diretor-geral da Globo] consultou o conselho da emissora e acharam que não valia. Quero mostrar que esse assunto também é de interesse das pessoas e que não é preciso se envergonhar", disse.
O primeiro entrevistado do programa será o cantor Ney Matogrosso. Em seguida, será o padre Beto, aquele que foi excomungado pela igreja católica por defender os homossexuais. A terceira convidada será a cantora Daniela Mercury.
"Eu vou começar com pessoas famosas para atrair a atenção do público. Mas eu vou também trazer pessoas que não são conhecidas, mas que tenham algo a dizer sobre o assunto. Por exemplo, outro dia eu estava no teatro e encontrei um amigo meu da época da faculdade, lá em Ribeirão Preto, e perguntei para ele como estava a vida. E ele me respondeu que estava sobrevivendo a Aids havia 28 anos. Perguntei se ele me daria entrevista e ele topou", afirmou.
Questionada se traria o pastor Marco Feliciano para debater o projeto de "cura gay", Gabi respondeu o seguinte: "Será que ele precisa mesmo desse espaço? Vocês não acham que talvez outras pessoas poderiam vir a esse programa e discutir muito melhor os assuntos suscitados por esse senhor?", indagou.
O formato do programa será de entrevistas com até duas pessoas, assim como é o "De Frente Com Gabi".
"O programa de quarta-feira acabava passando batido pela audiência. Muita gente achava que ele era uma reprise do programa de domingo. Então apresentei a ideia para o SBT e eles acharam que seria uma boa maneira de aproveitar esse horário", disse Gabi, que também afirmou não ter recebido nenhuma limitação editorial da direção do SBT. "Vamos poder falar de tudo".

Uol
'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.