Header Ads



ATUALIZADAS
recent

Dez judeus detidos por estarem a cantar no Monte do Templo

Nesta passada segunda-feira um grupo de dez homens judeus foi detido no Monte do Templo. Qual a razão? Pelo "crime" de desfraldarem bandeiras israelitas e entoarem o hino nacional de Israel no cimo do Monte, que é território pertencente a Israel, ainda que sob administração muçulmana.
Estes 10 judeus provaram na pele o que é desobecer às "regras" impostas pelo próprio estado de Israel, impedindo-os de manifestarem a sua alegria e carácter judaico no local mais sagrados para os judeus do mundo inteiro...
O sheik Yusuf Adeis, um dos clérigos do local, comentou à "Arabic Media" que a acção destes homens constituiu um "crime hediondo" e uma "violação de todos os tratados".
Já na última quinta-feira alguns judeus foram retirados do Monte pelo "hediondo crime" de estarem a recitar orações em voz baixa...
Apesar de o Supremo Tribunal de Justiça de Israel ter reafirmado o direito aos judeus de poderem orar no Monte, mesmo assim dão à polícia o direito de poder impedir quaisquer expressões de fé que no entender deles possam "perturbar a paz."
Até quando simples orações murmuradas pelos lábios de alguns judeus podem "perturbar a paz" é que não se entende...
Qualquer judeu que hoje suba ao Monte é acompanhado e vigiado de perto pelos muçulmanos que, ao mínimo sinal de tentativa de oração, provocam logo um escândalo que obriga as autoridades israelitas a intervirem, a bem "da paz".
Até quando o estado soberano de Israel se permitirá impedir o seu povo de orar livremente num espaço que sempre foi território sagrado de Israel?

Shalom Israel
'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.