Header Ads



ATUALIZADAS
recent

Maioria dos eleitores deixa de votar em candidato apontado pelas igrejas

Embora a Igreja apareça na pesquisa encomendada pela Confederação Nacional dos Transportes (CNT) em primeiro lugar no item "grau de confiança", 66,2% dos entrevistados não votariam em candidato indicado a cargo eletivo pela liderança de sua denominação.
Também é elevado o percentual - 57,8% - de brasileiros e brasileiras que não concordam com a candidatura de líderes religiosos a cargos políticos. Menos de um terço dos entrevistados (28,5%) votaria em candidato indicado pela igreja e 38,7% concordam com a candidatura de religiosos.
A pesquisa foi realizada entre 31 de agosto a 4 de setembro e ouviu 2.002 pessoas, em 135 municípios do país, com uma margem de erro de 2,2 pontos percentuais, com 95% de nível de confiança.
Do universo entrevistado, 65,4% eram católicos, 21,1% evangélicos, 3,7% espíritas, 1,1% declarou seguir outra religião que não as acima, 7,7 disseram que não tinham religião e 0,5 se declarou ateu.
No quesito grau de confiança, subdividida entre "confia sempre" e "confia na maioria das vezes", a Igreja apareceu na pesquisa em primeiro lugar, com 62,6%, seguida das Forças Armadas (53,5%), imprensa (34,8%), Polícia (31,2%), Justiça (28%), Serviço Público (27,7%), Governo (17,2%) e Congresso Nacional (14,3%).

ALC
'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.