Header Ads

ATUALIZADAS
recent

Pastor é espancado por militante ateísta após culto

Agressor vaiou o sermão e se enfureceu com pergunta de pastor de 57 anos.
Um pastor de Ohio foi brutalmente atacado no último domingo após o culto. Um homem que se descreve como ateu militante feriu o pastor Norman Hayes, 57, com socos e chutes em frente ao templo.
Pouco após o encerramento da celebração na Igreja Comunitária de North Hampton, Ohio, o pastor se aproximou de uma jovem que é membro da igreja. Hayes perguntou quem era o visitante. Ela disse que era seu namorado, mas parecia muito nervosa.
O pastor achou estranha a atitude dela e perguntou se ela “temia pela sua segurança” naquele relacionamento. James Maxie, 28, não gostou de ser questionado e ficou furioso com o pastor.
Ele atacou Hayes, batendo em seu rosto e cabeça até sangrar. Depois, evadiu o local. Levado ao hospital, o pastor disse que temeu pelo pior. Porém, teve apenas o nariz quebrado e levou pontos no rosto.
“Eu apenas questionei sua namorada se ela se sentia segura ao lado dele”, disse Hayes. “O homem ficou muito chateado por achar que estava dizendo que ele poderia machucá-la.”
Era a primeira vez que Maxie participava de uma atividade da igreja. Ele tem um histórico de passagens pela polícia, acusado de crimes sexuais e agressões, tendo passado alguns meses na cadeia. A namorada não quis conversar com a imprensa, mas o pastor disse que perdoa seu agressor.
Em entrevista a uma emissora de TV, Hayes afirma que ouviu Maxie vaiando o sermão, o que lhe pareceu desnecessariamente agressivo. Mas não esperava aquela reação. “Acreditamos que há esperança para todos, mas também acreditamos que as pessoas precisam pagar pelo que fizeram, e espero que ele pague pelo que ele fez.
Afastá-lo da sociedade por algum tempo impedirá que ele machuque outras pessoas. Espero que ele esteja arrependido e possa encontrar uma nova esperança e algumas respostas para sua vida”.
Detido pela polícia no mesmo dia, Maxie disse que estava perguntando ao pastor ‘questões sobre fé e ciência”, quando perdeu o controle. Afirma ainda que se enfureceu ao ouvir o pastor dizendo que sua namorada iria para o inferno por estar com ele.
Segundo a rede WHIO, em seu perfil nas redes sociais, Maxie define-se como “ateu militante” e que a maioria de suas postagens são declarações antirreligiosas e divulgação de material da Associação Americana de Humanistas e Ateus.

Whio TV via GP
Tecnologia do Blogger.