Header Ads



ATUALIZADAS
recent

“Que nos matem nas ruas, nos becos, nas praças, mas que o Evangelho seja anunciado.” Assista

Conhecida pela criminalidade, prostituição, mendicância e tráfico de drogas, a Praça Rio Branco, conhecida como Praça da Rodoviária em Belo Horizonte, tem, em meio ao seu burburinho e trevas, há mais de 10 anos, uma voz que anuncia o Evangelho de Jesus Cristo, o evangelista Arlen Soares.
De fala contundente, objetiva e demostrando conhecimento bíblico muito acima da média, este homem de meia idade, como um João Batista moderno anuncia o Evangelho de Jesus Cristo aos transeuntes, moradores de rua e receptadores que frequentam o local, este por si só privilegiado, pois se encontra no caminho de quem se dirige ao Terminal Rodoviário Governador Israel Pinheiro, indo ou voltando a outros estados.
A pregação ecoa por toda a praça e nota-se a linha extremamente bíblica de sua mensagem, que exalta a soberania de Deus e ao mesmo tempo condena os mercenários da fé, citando seus nomes já conhecidos, como Silas Malafaia, Edir Macedo, RR Soares, Davi Miranda, e dentre outros, Waldemiro Santiago (este com nota especial, pois com sua lábia já arrecadou fazendas e gado…). Questionamento e desafios são levantados a estes, como aos pregadores de milagres, convidando-os a visitarem os hospitais de câncer para ali exercerem o “ministério de cura”, de que tanto se gabam.
Apontando como único problema da humanidade o pecado que faz a separação do homem e Deus, ele chama para o arrependimento, sem fórmulas mágicas para serem repetidas, confrontando assim o dogma reinante de “aceitar Jesus”, uma prática não bíblica surgida nas igrejas Batistas do Sul dos EUA que tomou conta das igrejas evangélicas mundiais.
Nesta sexta-feira, dia vinte e cinco de outubro de dois mil treze, o evangelista foi agredido covardemente enquanto orava junto com as pessoas na referida praça, por um evangélico não satisfeito com a mensagem da cruz. Arlen foi golpeado com uma pedra, com o instinto mais primal de um ser humano, no lado direito da testa, na fronte, o que lhe provocou um corte profundo e um sangramento. Aturdido, passa o microfone para o Ronaldo, um dos que lhe acompanham e ajudam, junto com Isac, Amarildo, dentre outros, lava seu rosto mas logo em seguida retoma a palavra. Logo depois foi para um hospital, onde foi suturado com três pontos e passa bem.
Arlen pertence a Missão Reluz, em Belo Horizonte, e juntos repudiamos este ataque e prega o Evangelho, mas sabemos que isto é apenas o começo do que se abaterá sobre a Terra, vide as agressões contra nossos irmãos em Serra Leoa, Indonésia, China, Coréia do Norte e países muçulmanos.


...para esses dias
'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.