Header Ads

ATUALIZADAS
recent

Feliz depois de conversa com 3.000 jovens, Zé Roberto quer estudar teologia e pode se tornar pastor quando parar de jogar

Na última sexta-feira, Zé Roberto participou de uma palestra para cerca de três mil jovens da Igreja Evangélica Encontros de Fé. Deu depoimento sobre a vida dele, as dificuldades com a pobreza, as tentações do meio em que viveu e de como superou tudo com o futebol. Mostrou desenvoltura: provocou risadas, ares emocionados e até puxou coros com músicas religiosas. “Os jovens estão precisando mesmo de gente que é referência e pode dar exemplos de vida”, disse o meia do Grêmio.
Ele gostou da experiência. E quer repetir. “Quando eu parar de jogar, pretendo estudar teologia e me preparar bem. Foi bom conversar com estes jovens. A gente sente que eles estão carentes de bons exemplos”, afirmou o jogador que já tem uma biografia autorizada quando jogava no Bayern de Munique.
Zé Roberto conversou com o Blog do Boleiro sem saber se vai ou não começar como titular no jogo desta quarta-feira, contra o Atlético Paranaense, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre. O técnico Renato Gaúcho não tem dado muitas chances para o atleta de 39 anos jogar. Ele ficou seis partidas sem sair do banco de reserva.
Até a torcida gremista sente saudade. Na partida contra o Bahia, no último domingo em Porto Alegre, Renato chamou Zé Roberto quando faltavam 10 minutos para o final. A reação dos torcedores quando o viram deixar o aquecimento foi barulhenta. “Um amigo me contou que tinha ido ao banheiro quando ouviu a torcida comemorando. Voltou correndo porque achou que tinha sido gol do Grêmio, mas era eu entrando em campo”, contou. O jogo terminou empatado sem gols.
Zé Roberto ficou emocionado. “Ali na beira do campo, percebi que tenho identificação com esta torcida. Já pensou como será bom se gente conseguir o título de campeão da Copa do Brasil?”, perguntou o meia cujo futuro no Grêmio depende da conquista de uma vaga na Copa Libertadores da América.
No contrato que assinou e que termina no final da temporada, há uma cláusula que estende o compromisso por mais seis meses se o time disputar o torneio sul-americano. Zé não gosta de tocar no assunto, mas gostaria de saber se terá possibilidade de jogar mais do que vem fazendo. Caso contrário, ele poderia deixar o Grêmio. Seu salário é um dos maiores do time.

Terra
Tecnologia do Blogger.