Header Ads

ATUALIZADAS
recent

Evangélicos pregam sobre duas rodas no agreste e sertão de Alagoas

Eles utilizam motocicletas, algumas delas até importadas e de alta resistência, para conquistar novos adeptos.
Denominados “Centuriões do Rei”, pastores e seguidores da Igreja Santa de Jesus Cristo (ISJC), com sede oficial na cidade de Arapiraca e ramificações em outras localidades de Alagoas, estão realizando um trabalho polêmico e diferente, chamando a atenção de moradores de toda a região.
Eles utilizam motocicletas, algumas delas até importadas e de alta resistência, para conquistar novos adeptos no Agreste e no Sertão.
Periodicamente, a Igreja mobiliza devotos e faz o trabalho de evangelização sobre rodas, utilizando o grupo Centuriões do Rei, com suas potentes motocicletas, distribuindo panfletos com mensagens escritas, CDs com músicas religiosas e até alimentos para pessoas carentes.
Com 26 anos de fundação, a Igreja Santa de Jesus Cristo é comandada pelo pastor Marcelo Oliveira e conta com milhares de seguidores por toda a região. Além da utilização das motocicletas para levar as mensagens da igreja e dos escritos e ensinamentos da Bíblia, os devotos mantêm um programa de rádio em uma emissora de Arapiraca.
A igreja ainda lançou uma página no Facebook, para ocupar mais espaços nas redes sociais e ampliar a divulgação de seus trabalhos.
De acordo com o pastor Marcelo Oliveira, o ministério começou apenas com 16 pessoas e teve sua primeira reunião realizada na residência do casal Cícero e Eunice Bernardino, onde permaneceu cerca de três meses, sendo realizadas reuniões diárias.
Ele revela que, com o passar do tempo, o número de pessoas aumentava a cada dia, ao ponto de já não poder comportar o grupo na residência.
Após esse período, o templo mudou-se para um salão alugado, e a partir daí o salão passou a estruturar-se com a compra de um terreno e a construção do seu primeiro templo na cidade de Arapiraca.
Com ajuda dos seguidores, o pastor conseguiu recursos para construir a sede própria - um grande templo localizado no bairro Brasiliana.
Polêmicas à parte, em uma de suas recentes declarações, o pastor Marcelo voltou a agradecer ao casal que o ajudou a fundar a Igreja.
“Essa obra não é minha é do senhor Jesus, sem ele esse ministério não teria chegado aonde chegou”, disse ele.

Tribuna Hoje
Tecnologia do Blogger.