Header Ads



ATUALIZADAS
recent

A situação dos cristãos na América Latina

Mesmo não integrando a Classificação da Perseguição Religiosa, alguns países da América Latina apresentam registros de cristãos que são hostilizados por causa de sua fé. A lista das 50 nações mais opressoras ao cristianismo revela onde a perseguição é mais intensa, porém, há outros lugares onde os cristãos não são bem vistos.
Em comparação ao ano anterior, em 2013 a perseguição aos cristãos no México aumentou significativamente.
Há dois motores distintos de perseguição aos cristãos no México. Um deles é o antagonismo tribal. Recentemente, a pressão sobre os cristãos em áreas indígenas tem afetado grandemente a vida de nossos irmãos mexicanos. Especialmente nas pequenas aldeias rurais, nos Estados do sul do país, cristãos são multados, presos, espancados e até mesmo assassinados por causa de sua fé.
O outro mecanismo de perseguição é a corrupção e o crime organizado. Igrejas são vistas como uma ameaça direta ao poder de criminosos, pois ensinam que as questões relacionadas com as drogas não são compatíveis com o evangelho. As igrejas tendem a pedir a lealdade e a fidelidade de seus membros, o que vai contra a perspectiva totalitária de grupos mafiosos.

Cuba
Cuba é um dos poucos regimes comunistas remanescentes no mundo. Há alguns anos, a idade avançada do líder do país, Fidel Castro, exigiu um substituto: seu irmão Raúl Castro. Mas independente da mudança de líder, o regime permaneceu essencialmente o mesmo. Cuba continua isolada do restante do mundo e é fortemente controlada. O mecanismo de perseguição à Igreja é a opressão comunista.
Nos últimos anos, uma série de fatores internos e externos – cujo alcance e impacto ainda não se pode medir – provocou certo grau de mudança política. A perseguição aos cristãos, mais intensa no passado, está mudando lentamente. Antes, os cristãos eram espancados, presos e, por vezes, assassinados; agora, a pressão contra os seguidores de Jesus é, de maneira geral, mais sutil. Ela continua na forma de assédio, vigilância rigorosa e discriminação, incluindo a prisão ocasional de líderes. Cristãos são monitorados, e cultos e eventos da Igreja correm o risco de terem a participação de espiões. Os cristãos também sofrem ameaças e discriminação na escola e no trabalho.

Venezuela
Na Venezuela, a perseguição aos cristãos é quase imperceptível e difícil de compreender claramente. O principal mecanismo de perseguição é a opressão comunista; a Igreja tem sido afetada pela situação política complexa. A ideologia política muitas vezes produz perseguição aos cristãos, embora esta não seja puramente religiosa.

Colômbia (25º na Classificação da Perseguição Religiosa)
A Colômbia é o único país nas Américas em que a perseguição contra a Igreja acontece de forma extensiva. Em 2013, o número de cristãos sequestrados e mortos por rebeldes aumentou. A onda de violência também obriga muitos colombianos – cristãos ou não – a fugir de suas vilas. Por isso, o número de refugiados internos na Colômbia é muito alto, maior até do que o da Síria que, atualmente, atravessa uma guerra civil.

Cristãos Perseguidos
** Classificação da Perseguição Religiosa

Portas Abertas
'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.