Header Ads

ATUALIZADAS
recent

Membros de seita são presos após homicídio em Mc Donald's na China

Segundo a polícia, vítima teria sido morta por não querer conhecer o grupo.
Mulher foi espancada até morrer em uma das mesas do restaurante.
Seis membros de um grupo religioso chamado 'Deus Todopoderoso' foram presos por matarem uma mulher dentro do McDonald's por ela ter se recusado a dar seu número de telefone para receber informação sobre o grupo, informou neste sábado (31) a polícia através da agência 'Xinhua'.
O homicídio aconteceu na quarta-feira (28) na cidade de Zhaoyuan, na província de Shandong, onde os acusados, segundo as autoridades, tentavam recrutar novos fiéis. A vítima, de sobrenome Wu, se negou a dar dados de contato aos membros da seita, e por isso foi espancada até morrer em uma das mesas do restaurante.
Quatro mulheres e dois homens foram presos, quatro deles da mesma família (um homem de sobrenome Zhang, duas de suas filhas e um filho menor de idade).
Após a prisão dos agressores a polícia revistou as casas e encontrou livros e materiais do grupo religioso, famoso porque há dois anos milhares de seus membros foram também presos após afirmarem publicamente que o mundo acabaria em dezembro de 2012, baseados em interpretações do calendário maia.
As autoridades de Shandong disseram que as atividades de 'seitas heréticas' serão castigadas severamente para proteger a segurança dos cidadãos.

EFE via G1
Tecnologia do Blogger.