Header Ads

ATUALIZADAS
recent

Deputados discutem presença de cruz e Bíblia na Assembleia do ES

Audiência pública foi realizada na última segunda-feira (14).
Deputado pretende enviar ofício para pedir retirada de símbolos.
Uma audiência pública realizada na Assembleia Legislativa do Espírito Santo (Ales) discutiu a liberdade religiosa no estado laico. Foram ouvidos diversos relatos de pessoas que consideram desrespeitosa a presença da réplica da Cruz Reverente e leitura da Bíblia na Casa. O deputado Claudio Vereza (PT) presidiu a sessão e encaminhou o pedido à Comissão de Cidadania e Direitos Humanos, na segunda-feira (14).
A audiência visava estabelecer uma interlocução entre as religiões e destacar a importância da laicidade do estado. Entre os pontos de discussão estão a liberdade de expressão e a de crença, além do respeito às diferentes crenças e à liberdade de culto.
Depois da discussão na Ales, deputados já se posicionaram contra a proposta. Parlamentares evangélicos e católicos afirmaram não concordar com a atitude. “Não tem por que retirar os símbolos. A cruz não vai ser removida, porque a maioria acredita em Deus. Assim, ela tem que continuar na Casa”, falou o presidente da Ales, Theodorico Ferraço (DEM), que declarou ser católico.
Outros parlamentares, como Glauber Coelho (PSB), que é evangélico, e Hércules Silveira (PMDB), católico, disseram que vão lutar pela permanência dos símbolos religiosos na Assembleia. Os dois argumentaram que a cruz e a Bíblia não atrapalham e ainda sugeriram que representações de outras religiões fossem colocadas no local, para evitar mais transtornos.
Os pedidos e reclamações foram ouvidos, registrados e encaminhados pelo presidente da sessão à Comissão de Cidadania e Direitos Humanos, que foi a responsável por solicitar a audiência pública.

G1
Tecnologia do Blogger.