Header Ads



ATUALIZADAS
recent

Após atentado, Bélgica discute papel da Religião nas escolas

País está dividido entre manter a tradição educacional, adotar o modelo francês que oferece apenas aulas de Cidadania ou adicionar a nova disciplina ao currículo escolar.
Depois dos recentes ataques terroristas em Paris realizados por radicais islâmicos da Al-Qaeda e do EI, além das ameaças desmanteladas pela polícia belga em Bruxelas e Verviers, a Bélgica discute agora o que fazer com o ensino de Moral, Filosofia ou Religião nas escolas. Na capital belga (Bruxelas) e na Valônia (região sul da Bélgica), a coalizão de poder entre os partidos Socialista (PS) e o Centro Democrata Humanista (CDH) estuda instaurar um curso comum de Educação para Cidadania em 2016 nas escolas públicas a partir do primário. O governo está preocupado em melhorar a integração social em cidades onde residem não só belgas flamengos (de língua holandesa) e valões (de língua francesa), mas também imigrantes e refugiados de todos os continentes.
Na Bélgica, seja na escola pública ou particular, crianças e adolescentes estudam pelo menos duas horas por semana de Moral, Filosofia ou Religião (catolicismo, protestantismo, islamismo ou judaísmo). O país se encontra agora bastante dividido entre manter a tradição educacional; adotar o modelo francês que oferece apenas aulas de Cidadania; ou adicionar a nova disciplina ao currículo escolar.
Uma pesquisa realizada pela Federação das Associações de Pais de Educação Oficial (Fapeo) com diretores, professores e pais indicou que 54% dos entrevistados não apoiam o fim de aulas de Religião, Moral e Filosofia. Ao mesmo tempo, 54% aceitariam trocar esses cursos por outro de formação cidadã. A ministra para Educação na Valônia, Joelle Milquet, se posicionou contra acabar totalmente com as aulas de Moral, Filosofia ou Religião. "O problema são os extremistas. Não são as religiões", afirmou.

Publicado no Terra
'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.