Header Ads



ATUALIZADAS
recent

Ucranianos ortodoxos celebram Natal nesta quarta

A comunidade ortodoxa ucraniana de Apucarana celebra o Natal manhã (quarta-feira - dia 7). Hoje (6), as 19 horas será realizado um momento de oração na Igreja Ucraniana Autocefálica, situada à Rua Oreslau Saviski n° 393, em área limítrofe entre o Jardim São Pedro e o bairro da Igrejinha. Após a oração ma igreja, as pessoas vão às suas respectivas casas para a ceia de Natal.
Os irmão Ivan e Dorotéa Tchopko, grandes incentivadores da cultura ucraniana em Apucarana e região, relatam que diferença da data do Natal Ortodoxo em relação ao Ocidente se deve a diferença de calendário adotado. "Os ortodoxos seguem o calendário Juliano, criado por Júlio César (em 46 a. C.), que tem mais dias (14), e os católicos o calendário Gregoriano, por isso há diferença nas datas", esclarecem.
Eles relatas que, basicamente, a celebração é a mesma: o nascimento de Jesus. "O que muda é o rito, pois Igreja Romana segue uma liturgia mais recente, introduzida pelo Vaticano II, e nós, ortodoxos, mantemo-nos fiéis ao rito bizantino, uma liturgia com mais de 1.300 anos. A nossa liturgia é mais dramatizada, é muito cantada, tem muito movimento".
KOLIADÃ: É quando membros da comunidade visitam as casas de paroquianos entoando canções natalinas, felicitando os membros da residência e desejando que o Menino Jesus abençoe o lar. É uma tradição em ambas as datas - Natal e Páscoa são comemoradas com todo seu ritual religioso.
Ivan Tchopko acrescenta que na Ucrânia e em algumas comunidades ucranianas no Brasil, ainda há o costume de visitar as famílias com um grupo de cantores (kolhidnekê) no período entre Natal até a Teofania (Yordan).
Ele acrescenta que as koliadás (canções de Natal) vêm de uma tradição muito antiga do povo ucraniano, antes mesmo da cristianização da Ucrânia. Essas canções originaram-se do Festival de Inverno, que acontecia pelo fato de os dias se tornarem mais longos. Esta também era a época de se agradecer pela boa colheita. Com a revelação do cristianismo aos antepassados, a maioria das cantigas (koliadás) e rituais foram adaptados.

Publicado em TN online

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.