Header Ads

ATUALIZADAS
recent

Baby do Brasil avalia 'Culto das Princesas' da filha: 'É meio psicanálise'

A cantora, que se autodenomina 'popstora', conta que alertou companheiros da Igreja sobre retomada dos shows: 'Falei para não se assustarem'.
Baby disse que está vivendo 'momento de excelência' ao lado do filho Pedro (Foto: TV Globo)A 'popstora' contou que preparou amigos da Igreja antes de voltar a fazer shows (Foto: TV Globo)
Em 2012, quando completou 60 anos, Baby do Brasil subiu ao palco para relembrar seus maiores sucessos das décadas de 1970 e 1980, após uma longa temporada dedicada à música gospel. O show aconteceu graças a um pedido do filho Pedro Baby, que queria ter a experiência de cantar ao lado da mãe. De lá para cá, as apresentações se multiplicaram e renderam, inclusive, o lançamento de um DVD. Baby revelou que "preparou psicologicamente" seus amigos da Igreja quando decidiu retomar a carreira artística. "Falei para não se assustarem", brincou. Em bate-papo nos bastidores do Encontro, a "popstora", como se chama, falou ainda sobre o "Culto das Princesas", celebrado por sua filha Sarah Sheeva.
"É uma delícia, é meio psicanálise. Você entra lá e pode chorar todas as mágoas que tem. É muito lindo esse trabalho, tem sido muito bem aceito. É no sentido da valorização da mulher, porque todas nós somos princesas. Tem sido uma forma de libertar muitas mulheres daquilo que a sociedade impõe. Elas podem vencer e podem ter o cara da vida delas sendo princesas, e não sendo cachorras", explicou.
Baby, que definiu a retomada de sua carreira ao lado do filho como "um momento de excelência", também tem motivos para comemorar quando o assunto é boa forma. "Sigo os mandamentos da Medicina Bio-Ortomolecular, tomo vitaminas há 16 anos. Minha alimentação também é natural, gosto das dietas detox e adoro fazer musculação", revelou.
A cantora também contou que seu figurino é todo idealizado por ela e que não pretende mudar tão cedo a cor de suas madeixas. "Eu pretendo mudar, mas só quando sentir que é a hora. Pode ser que eu vire uma loira, mas acho que não fico muito bem, não. Uso fronhas e toalhas brancas, fica tudo roxo na casa, mas eu não tenho o menor problema com isso!", comentou, aos risos, sobre os cabelos coloridos.

Publicado em Encontro com Fátima Bernardes
Tecnologia do Blogger.