Header Ads

ATUALIZADAS
recent

Vídeo do EI mostra execução de 30 cristãos etíopes

Metade dos reféns teria sido decapitada pelos jihadistas e a outra metade, assassinada com um tiro na cabeça. Autenticidade das imagens ainda não foi confirmada, mas cenas são semelhantes a divulgações anteriores.
O grupo terrorista "Estado Islâmico" (EI) divulgou um vídeo neste domingo (19/04) que registra a presumível execução de cerca de 30 cristãos etíopes reféns na Líbia.
A autenticidade das imagens ainda não foi confirmada, mas as mortes são semelhantes a outros atos de violência cometidos por integrantes do EI. Além das ocupações no Iraque e na Síria, os jihadistas recentemente vêm tentando ampliar poder também na Líbia, onde o governo central perdeu o controle em boa parte do país.
O vídeo traz a logomarca da Al-Furqan, braço midiático jihadista, e mostra dois grupos de "seguidores da cruz da inimiga Igreja etíope" sendo executados. Um deles é formado por 15 pessoas, decapitadas numa praia. No segundo, outras 15 são baleadas na cabeça em área desértica.
"Nossa batalha é a batalha entre a fé a blasfêmia, entre a verdade e a falsidade", diz em inglês um homem vestido de preto, mascarado e de arma na mão. "O derramamento de sangue muçulmano nas mãos da religião de vocês não é barato", diz, olhando para a câmera: "Os inimigos do EI não estão a salvo nem em seus sonhos, até que adotem o islã."
Em fevereiro, o "Estado Islâmico" divulgou imagens de um grupo de 21 cristãos coptas do Egito sendo executados na Líbia. A ação levou o presidente egípcio, Abdel Fatah al-Sisi, a ordenar ataques aéreos contra posições dos jihadistas em território líbio.

Publicado em DW
Tecnologia do Blogger.