Header Ads

ATUALIZADAS
recent

Padres estão aterrorizados com 'onda' de assaltos a igrejas

Bandidos se disfarçam de fies, agridem e ameaçam padres de morte e levam o que podem.
Em Santa Luzia do Norte bandidos assistiram missa para conhecer o padre, que foi agredido com coronhada na cabeça.
Os constantes assaltos – em muitos dos casos com agressões físicas – a igrejas católicas localizadas na Região Metropolitana de Maceió, (RMM), já são investigadas por policiais do Setor de Inteligência da Polícia Civil, (PC) e tema de discussão do Conselho Estadual de Segurança, (Conseg).
Os relatos das vítimas – na maioria os próprios padres – são sempre os mesmos. Os bandidos chegam às igrejas, se passando como fies, assistem as missas e depois retornam para praticarem os crimes.
Um dos últimos casos aconteceu no final do dia do último dia 9. Segundo o pároco Luciano Soares, 39, trabalhadores faziam reparos na estrutura física da Igreja Santa Luzia de Siracusa, na cidade de Santa Luzia do Norte. Seria um dia como outro qualquer.
O padre estava na Sacristia da igreja enquanto três pessoas da comunidade ornamentavam a imagem de Maria Santíssima para a missa que seria celebrada a noite. Teria sido neste momento que chegou um jovem perguntando onde estavam os pedreiros. Após ouvir a resposta o desconhecido foi embora retornando instante após acompanhado de outros dois, sendo que um estava usando uma camisa com a imagem de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. Os três sacaram armas de fogo, renderam o padre e as demais pessoas.
As vítimas foram obrigadas a deitar no chão e ameaçadas de morte. Aos gritos eles perguntavam pelo cofre e pela chave da Casa Paroquial e em seguida recolheram os aparelhos celular de todos, um notebook, um aparelho de televisão, um aspirador, dois cálices, cerca de quatro mil reais e fugiram no carro da igreja, um Polo branco, placa ORE 1921 (AL).
Ainda segundo o padre, antes de irem embora um dos assaltantes lhe aplicou coronhadas em sua cabeça e lhe desferiram dois socos.
Outro detalhe que chamou a atenção no assalto foi que o padre reconheceu um dos criminosos como sendo o jovem que dias antes havia ido até a igreja assistir uma das missas.
Segundo o coordenador da Comissão de Justiça e Paz, padre Manoel Henrique, até o momento foram vítimas de assaltos às igrejas de Santa Luzia de Siracusa (Tabuleiro do Martins), assaltada em fevereiro; Imaculada Conceição e São João Maria Vianey (Clima Bom I), assaltada no final do ano passado e em março; Senhor Bom Jesus do Bonfim (Viçosa), no mesmo mês; Nossa Senhora das Dores (Santa Lúcia), em abril; São Sebastião (Messias), em maio, onde o padre foi ameaçado de morte pelos criminosos que depois da repercussão do assalto mandaram um recado dizendo que haviam desistido de mata-lo; e por último a de Santa Luzia de Siracusa (Santa Luzia do Norte).

Publicado no Primeira Edição
Tecnologia do Blogger.