Header Ads

ATUALIZADAS
recent

Pastor adere greve de fome contra salário de vereadores de Boa Vista

O pastor, Miquéias da Costa, aderiu ao protesto contra o salário de R$ 80 mil dos vereadores da Câmara Municipal de Boa Vista e se acorrentou em um poste na frente da Casa Legislativa do município. O professor Pierre Pinto está em greve de fome há uma semana.
Miquéias da Costa conta que viu no noticiário uma reportagem sobre o protesto do professor, Pierre Pinto, e decidiu ir até a Câmara para dar um apoio moral ao protesto. “Quando cheguei aqui, naquele momento decidi fazer greve de fome juntamente com ele”, disse. O pastor afirma que comunicou a família da decisão tomada e obteve o apoio de todos. “A atitude do professor Pierre me comoveu. Assim como o povo roraimense, também estou indignado e cansado de tanta balela”, disse o manifestante. Miquéias da Costa relata que o professor precisa saber que não está sozinho na luta e que cada cidadão de bem está junto em apoio à manifestação contra o salário dos vereadores de Boa Vista.

Greve de fome
O salário totalizado em R$ 80 mil dos vereadores da Câmara Municipal de Boa Vista indignou um professor de história. Há três dias, Pierre Pinto faz greve de fome e está com o pé acorrentado a um poste localizado na frente da Casa Legislativa do município. O protesto busca reduzir pela metade a verba de gabinete de R$ 30 mil, recebida pelos vereadores.
O professor garante que não sente mais fome, pois a sensação é presente apenas nos dois primeiros dias sem a alimentação e agora não incomoda mais. Pierre Pinto repõe líquido com água potável, água de coco e suco natural. “Quando terminar a greve vou precisar ir ao hospital. Tomar papinha e soro”, contou ao Portal Amazônia.

Publicado em Portal Amazônia
Tecnologia do Blogger.