Header Ads

ATUALIZADAS
recent

Chefão do UFC pede que lutadores parem de falar de Jesus em entrevistas

Presidente do UFC, Dana White, não tem gostado das recentes entrevistas de lutadores, citando Jesus depois de seus combates. Em entrevista ao site especializado "MMA Fighting", o chefão da organização pediu que os atletas deixem esse tipo de discurso "em casa" daqui em diante.
"Os Estados Unidos não querem ouvir seus pensamentos sobre Jesus. Mantenha isso em casa - religião, política, tudo isso. Quando você está lutando e sendo entrevistado, eles querem ouvir sobre a luta. É maravilhoso que você ame Jesus. Ame o quanto você quiser. Mas não em público", disse.
A pergunta do repórter foi motivada por uma polêmica após o UFC do último dia 27 de julho, em que o cubano Yoel Romero nocauteou o brasileiro Lyoto Machida. Em sua entrevista, o vencedor fez discurso religioso, que acabou sendo interpretado como uma crítica velada a homossexuais.
"Escutem, pessoal! O que aconteceu com você, EUA? O que está acontecendo? Você esqueceu o melhor dos melhores do mundo, o nome de Jesus Cristo? O que aconteceu com você? Acorde, EUA! Volte a ele, volte! Volte a Jesus! Não se esqueçam de Jesus, povo!", discursou Romero.
Um dia antes das palavras do lutador, que tem como apelido "Soldado de Deus", a Suprema Corte dos Estados Unidos tomou a decisão de legalizar o casamento entre pessoas do mesmo sexo em todo o país. Depois da polêmica, Romero voltou a falar e se desculpou pelo, segundo ele, mal-entendido.
"Se causei algum mal-entendido, peço desculpas e perdão a quem se sentiu ofendido. Sou um homem de Deus, e Deus é amor. Tudo o que eu falar sempre vai ser sobre amor. Tudo o que eu disse octógono era sobre o sonho americano. Houve um mal-entendido sobre o casamento gay", disse.

Publicado em ESPN
Tecnologia do Blogger.