Header Ads

ATUALIZADAS
recent

Quarta Lua de Sangue traz a tona teorias religiosas e apocalípticas; fenômeno pode ser visto em todo o país

Quarta Lua de Sangue traz a tona teorias religiosas e apocalípticas; fenômeno poderá ser visto em todo o país.
O ano de 2015 foi cheio de eventos astronômicos, desses que enchem o céu de luz ou o transforma em uma escuridão profunda. Neste domingo (27) mais um desses fenômenos naturais aconteceu e ele está ligado a outros três anteriores.
Está curioso? Ontem, qualquer um no Brasil, ao olhar para cima viu um grande espetáculo chamado de “A lua de sangue”, evento que além da beleza, para alguns também tem significado bíblico e apocalíptico. Para a ciência, a Lua de Sangue nada mais é do que um eclipse lunar, onde a Lua é ocultada pela sombra da Terra. Isso ocorre quando Sol, Terra e Lua, respectivamente, estão em perfeito alinhamento. No caso da Lua de Sangue, a cor avermelhada da Lua se dá por causa da filtração dos raios solares, realizada pela atmosfera da Terra no momento do eclipse, fazendo com que eles se tornem mais avermelhados ao iluminá-la.
Esta Lua de Sangue é um evento raro, dentro dos eventos raros. Não entendeu? Vou explicar. Ela é a quarta de uma sequência de eclipses, ou seja, de uma tétrade. Mas e por que isso é tão raro? Porque segundo pesquisas científicas, eclipses solares e lunares só acontecem a cada 18 anos, sendo possível prevê-los. Mas, como apontado, este é o quarto eclipse lunar em um ano, fazendo deste o fim de um ciclo, de uma tétrade.
Para os místicos e religiosos, eventos astronômicos quase sempre significam algo a mais do que para a ciência. O pastor e escritor estadunidense John Hagee, afirmou em declarações a imprensa que, cada vez que esse evento ocorreu, o povo de Israel experimentou uma grande mudança e aponta acontecimentos como a expulsão dos judeus da Espanha, a criação do Estado de Israel e a Guerra dos 6 dias, como prova disso.
A bíblia, por exemplo, tem muitas citações em que eventos astronômicos são mencionados, como:

"Ele fez a lua para marcar o tempo". (Salmo 104:19).
"E haverá sinais no sol e na lua e nas estrelas". (Lucas 21:25).
"O sol escurecerá, e a lua não dará a sua luz, e as estrelas cairão do céu, e os poderes dos céus serão abalados". (Mateus 24:29).
"O sol se converterá em trevas, e a lua em sangue, antes do grande dia da vinda do Senhor ". (Atos 2:20).

Esta Tétrade em específico tem um significado especial para os judeus, pois as “Luas Sangrentas” coincidem com datas do calendário judaico. Primeira em 15 de abril de 2014, coincidindo com a Páscoa judaica. Segunda em 08 de outubro de 2014, coincidindo com a festa judaica dos Tabernáculos. Terceiro em 04 de abril de 2015, mais uma vez coincidindo com a Páscoa judaica. E a quarta, neste domingo, 27 de setembro de 2015, novamente coincidindo com a festa judaica dos Tabernáculos.
Mas calma, existe outro lado da história, pois a ciência tem uma explicação para todas essas coincidências também. Segundo cientistas, boa parte das religiões sempre usaram a Lua como marcos cíclicos e de eventos festivos, e por essa razão os eclipses eventualmente coincidem com essas datas, e não há nenhuma razão mística nisso.
Então, depois de tudo isso, em que você acredita?

Para saber quais os próximos eventos astronômicos, fique de olho nesta lista AQUI.

Publicado em Olhar Conceito
Tecnologia do Blogger.