Header Ads



ATUALIZADAS
recent

Pastor de igreja Assembleia de Deus em Araguaína é preso após matar a tiros, ex-marido de sua amante no Maranhão

Conhecido como Pastor José Filho, o suposto assassino é dirigente de uma igreja da denominação Assembleia de Deus em Araguaína.
O pastor de uma igreja evangélica de Araguaína foi preso no Maranhão nessa quarta-feira, 30, ele é o principal suspeito de matar a tiros outro homem. O curioso é que a vítima seria ex-companheiro de sua amante.
Segundo informações, José Filho Sousa Galvão teria matado com vários tiros, Marcos Antônio da Silva Barros, de 27 anos. O crime aconteceu por volta das 22 horas dessa quarta-feira, 30, em Porto Franco (MA), cidade localizada a 97 km de Imperatriz (MA). Marcos Antônio teria recebido um telefonema para ir até à casa da ex-mulher com quem tem um filho. Chegando ao local onde José Filho também estava, os dois homens começaram uma discussão que terminou em morte.
Conhecido como Pastor José Filho, o suposto assassino é dirigente de uma igreja da denominação Assembleia de Deus em Araguaína. Segundo membros da igreja, o pastor que também é vendedor, mantinha já há algum tempo um caso com a ex-mulher de Marcos Antônio, que não teve identidade divulgada.
Marcos Antônio foi morto a tiros na porta da casa da ex-mulher, que mantinha um caso com um pastor da Assembleia de Deus.
Depois de atirar contra a vítima, o pastor fugiu, mas acabou preso pela Polícia Militar na BR-010 entre Porto Franco (MA) e Estreito (MA). O suspeito foi encaminhado para a Delegacia da Polícia Civil em Imperatriz e permanece à disposição da Justiça.

Posicionamento da Assembleia Ciadseta
Na noite dessa sexta-feira (02), a Comissão de Assuntos Congregacionais da AD Ciadseta se reunirá na Congregação Jardim de Oração para prestar esclarecimentos aos fiéis e anunciar um novo pastor local.
A reunião e a efetivação do novo líder, ainda não divulgado, mostram o posicionamento da igreja diante do escândalo envolvento o ex-pastor José Filho, que está preso na cidade de Imperatriz (MA), acusado de matar um jovem em Porto Franco (MA), na noite da última quarta-feira (30).
Em nota, o pastor Fernando Gomes, líder distrital, falou em nome do presidente Pr. Paulo Martins Neto, que está em viagem missionária. Gomes esclareceu sobre a destituição do cargo de pastor, do acusado, a disciplina, bem como o apoio que está sendo prestado, por parte da liderança, à família do envolvido.

Nota:
"Ele perde todas as suas funções pastorais, de acordo com o estatuto da igreja, e também se submete a uma disciplina da igreja, pois o ato contradiz os ensinamentos da igreja, além de ferir a imagem e o testemunho da igreja, porém informamos que estamos providenciando um novo pastor para assumir a congregação (Jardim de Oração). A gente lamenta muito, por esse fato ocorrido. Sabemos que sua família está sofrendo muito. É um irmão nosso, a quem nós amamos, independente do que aconteceu. Prestou um grande serviço à Assembleia de Deus em Araguaína, foi pastor em várias congregações, construiu vários templos, ganhou muitas vidas para Jesus, mas, como homem, falhou. Mas todas as providências estão sendo tomadas e logo teremos um outro pastor para conduzir o rebanho."
Publicado em Portal O Norte

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.