Header Ads

ATUALIZADAS
recent

Especialistas discutem papel do Papa na unidade dos cristãos

Francisco e o Patriarca Bartolomeu em Lesbos - AP
Representantes da Igreja Católica e as Igrejas Ortodoxas de todos os continentes estão reunidos em Chieti, na Itália, desde a última sexta-feira, na XIV Plenária da Comissão Mista internacional cujo tema é: “O papel do Papa para a unidade dos Cristãos”.
O objetivo da Plenária é prosseguir no caminho da “plena unidade” dos cristãos. Participam exponentes das Igrejas, entre os quais o Cardeal Kurt Koch, Presidente do Pontifício Conselho para a Unidade dos Cristãos, o teólogo e Arcebispo de Chieti, Dom Bruno Forte, e o representante do Patriarcado Ecumênico de Constantinopla, Gennadios de Sassina.

Primazia do Papa
Os primeiros debates refletiram sobre a primazia do Papa, assim como toda a autoridade na Igreja, deve ser interpretada e exercida segundo o critério da caridade, que também se expressa de forma jurídica. O título de “Servus servorum Dei” (“Servo dos servos de Deus”) assumido pelo Papa Gregório Magno é expressão do serviço na caridade, apontaram as discussões. "Não é uma definição ritual, de circunstância, de cortesia ecumênica. O Papa serve porque ama. E isso é cada vez mais visível, nas atuais circunstâncias históricas", explicaram os especialistas.
Em seu discurso à Comissão Mista internacional para o Diálogo Teológico entre Católicos e Ortodoxos orientais em 2015, Francisco recordou: “Durante os últimos 10 anos foram examinados os percursos ao longo da história, em que as Igrejas manifestaram a própria comunhão nos primeiros séculos. Nisto consiste a nossa busca de comunhão em nossos dias. Faço votos de que o trabalho da Comissão Mista possa produzir frutos abundantes para a pesquisa teológica comum e nos ajude a viver a nossa amizade fraterna”.

Publicado em RV

Tecnologia do Blogger.