Header Ads



ATUALIZADAS
recent

Ex-padre Wilson cita a Bíblia para explicar saída da Igreja Romana

Dez meses após sua ida para a Igreja Anglicana, o agora Reverendo Wilson fala pela primeira vez dos motivos da mudança.
Há 22 anos chegava a Jundiaí o seminarista Wilson Vitoriano. Três anos depois era ordenado padre. Passou pela catedral e em 2000 foi designado para tocar a paróquia da Vila Cristo (na realidade Várzea Paulista), e aí, em pouco tempo, passou a atrair multidões. Tornou-se conhecido e a igreja ficou pequena.
Lá ficou até 2014, quando foi mandado para Salto e depois para Campo Limpo. Padre Wilson continuou atraindo jundiaienses para suas pregações. Oratória, por sinal, não lhe falta, talvez a tradição nordestina de produzir inflamados discursantes – ele nasceu em Limoeiro, cidade do agreste de Pernambuco, há 47 anos.
No começo deste ano o padre tomou atitude e deixou a Igreja Católica Romana. Foi para a Igreja Católica Anglicana e no templo da avenida Samuel Martins, no Jardim do Lago, em Jundiaí, continua atraindo multidões – calcula-se que duas mil pessoas compareçam às pregações e eventos por ele promovidos.
Os motivos da mudança são vários, mas basicamente consistem em discordâncias doutrinárias. “Acreditamos que todo o ensinamento está na Bíblia, explica o agora reverendo. O que veio depois não tem consistência. Outra coisa – todos os que acreditam em Jesus são católicos. Podem ser evangélicos até”.
Ele explica também que a Igreja Católica tem três vertentes: a Romana, a Anglicana e a Ortodoxa. E dá uma aula de história sobre o surgimento das igrejas. “Os anglicanos cresceram junto com os romanos, de forma separada, até que se uniram, e assim passaram muito tempo juntos. Então veio a separação por não haver concordância de doutrina, diz ele. A cruz celta, símbolo da Igreja Anglicana, remete a um dos povos mais antigos da Inglaterra”.
Nos seus tempos de católico romano, o então padre Wilson se tornou conhecido em todo o Estado pelo Cerco de Jericó, evento que trouxe para Jundiaí quando ainda era diácono. Ele não admite, talvez diplomaticamente, mas o sucesso de suas concentrações pode ter despertado alguma ciumeira. Mas garante que isso – se existiu, frisa – não tem nada a ver com sua saída da católica romana.
Ele continua explicando as diferenças entre as igrejas: “Temos dois sacramentos, instituídos por Jesus, que são o Batismo e a Eucaristia. Os demais foram criados por seus seguidores. Ora, se isso não está na Bíblia, são sacramentos instituídos pelos homens, e por isso considerados menores”.
O fato de receber fiéis de outras vertentes religiosas, como evangélicos, espíritas e umbandistas, tem uma explicação bíblica também. “Jesus, em sua última ceia, estava com Judas, que viria a traí-lo, afirma. Estava com Pedro, que depois negou conhece-lo. Jesus acolheu todos os que o procuravam, por que então temos de ser diferentes?”
O ser diferente é sobre o que ele considera discriminação entre os católicos romanos. “Casais em segunda união, por exemplo, não podem receber a Eucaristia na católica romana. Nós, anglicanos, não fazemos essa separação do tipo você pode, você não. Jesus acolheu todos, nós seguimos esse ensinamento”.
Os anglicanos também não têm um chefe, como os romanos têm o Papa. “Professamos que a autoridade transmitida por Jesus aos apóstolos permanece em nossos bispos, explica. Por isso, a Igreja Anglicana é católica, apostólica e reformada. Nosso Supremo Pastor é Jesus e temos na pessoa do Arcebispo de Cantuária (Canterbury), na Inglaterra, um ponto de comunhão espiritual que une todos os anglicanos do mundo”.

Anglicana em Jundiaí
A Igreja Anglicana em Jundiaí fica na avenida Samuel Martins 1959, no Jardim do Lago. As Santas Eucaristias acontecem aos domingos às 10h e às 18h30; nas segundas-feiras, há o encontro Prosperidade e Porta aberta de Deus às 19h; às quintas, Adoração e Clamor a Deus às 12h e às 19h.
Nas sextas, Grupo de Oração Leão de Judá as 19h30. O atendimento dos reverendos acontece todos os dias na parte da manhã e nas sextas às 19h30. Informações: 2709-1850 e 9 9935-2538.

Quem é o Reverendo Wilson
Wilson Vitoriano Ferreira da Silva nasceu em julho de 1969 em Limoeiro, Pernambuco, filho de Lucila e Euclides Vitoriano da Silva. Fez seus estudos básicos na terra natal, e em 1989 ingressou no Seminário Nossa Senhora Aparecida, em Aparecida.
Em 1994 veio para Jundiaí. Até 1997 estudou Teologia no Instituto Teológico Pio XI, na Capital. Em agosto e 1997 tornou-se diácono e em dezembro do mesmo ano ordenado presbítero na paróquia Nova Jerusalém. Ficou na Catedral Nossa Senhora do Desterro durante dois anos, e em seguida assumiu a paróquia Cristo Redentor, em janeiro de 2000.
Lá ficou durante 14 anos, onde construiu o Centro de Evangelização Arca da Aliança. Em 2014 foi para Salto, e no ano seguinte para Campo Limpo. Atualmente preside a Associação Jesus Leão de Judá Senhor Salvador, com sede em Jundiaí. No início deste ano mudou-se para a Igreja Católica Anglicana.

Publicado em Portal Jundiaí Notícias


'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.