Header Ads

ATUALIZADAS
recent

Polícia turca confisca livros islâmicos e Bíblia como evidência de terrorismo


Uma série de livros islâmicos escritos pelo erudito turco-islâmico Fethullah Gulen, uma Bíblia e algumas outras publicações religiosas, incluindo uma sobre Jesus Cristo, foram confiscadas pela polícia turca como evidência como parte de uma investigação contra o Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), que é ilegal.
Segundo a agência estatal turca Anadolu, na quarta-feira, um homem de Mardin, identificado como S.A., foi preso em uma operação contra o PKK.
A polícia fez uma busca em sua casa e confiscou cópias de alguns livros escritos por Gulen, uma Bíblia e muitos outros livros, a maioria deles são sobre o cristianismo.
Enquanto os governos turcos punham a culpa pelo golpe de 15 de julho em Gulen e seu movimento, os livros escritos por Gulen e os simpatizantes do movimento foram proibidos por decretos governamentais emitidos sob o regime de emergência declarado após a tentativa de golpe no país. O movimento Gulen nega qualquer envolvimento na tentativa de golpe.
Os círculos governamentais também criticam o movimento por sua promoção de atividades inter-religiosas e diálogo, acusando o grupo de uma suposta cooperação com os “cruzados” para prejudicar o Islã.
Anteriormente, a polícia em muitas outras províncias exibiu os livros de Gulen como prova de terrorismo. (TurkeyPurge)

Publicado originalmente em Voz da Turquia
Tecnologia do Blogger.