Header Ads



ATUALIZADAS
recent

Líderes evangélicos nos EUA divulgam declaração anti-LGBTQ sobre a sexualidade humana




NASHVILLE STATEMENT
A “declaração de Nashville” consiste em 14 afirmações e negações sobre a sexualidade humana.

“É de fato mais um dia triste na história do movimento evangélico moderno”, disse um pastor cristão LGBTQ.

Uma coalizão de mais de 150 líderes evangélicos divulgaram um manifesto no final de agosto reiterando sua crença de que casamentos deveriam ser realizados somente entre homens e mulheres.
Intitulado "Declaração de Nashville", o documento também afirma que Deus criou dois sexos distintos, que o sexo deveria ocorrer somente no casamento heterossexual e que é "pecaminoso aprovar a imoralidade homossexual" e os transgêneros.
A declaração foi produto de uma reunião convocada pelo Conselho da Masculinidade e Feminilidade Bíblica, durante a reunião anual da Comissão para Ética e Liberdade Religiosa da Convenção Batista do Sul, realizada em Nashville. Ela consiste de 14 de declarações de afirmação e negação em relacionadas à sexualidade humana.
O artigo 7, por exemplo, afirma:
AFIRMAMOS que a autoconcepção como homem ou mulher deveria ser definida pelos propósitos sagrados na criação e na redenção, conforme revelado nas Escrituras.
NEGAMOS que adotar uma autoconcepção homossexual ou transgênero seja consistente com os propósitos sagrados na criação e redenção.
A prefeita de Nashville, Megan Barry, criticou a coalizão por usar o nome da cidade em uma declaração que tem o propósito de excluir.

The @CBMWorg's so-called "Nashville Statement" is poorly named and does not represent the inclusive values of the city & people of Nashville
(A chamada "Declaração de Nashville", da @CBMWorg, tem um nome infeliz e não representa os valores inclusivos da cidade e da população de Nashville).
Entre os signatários estão vários importantes líderes evangélicos, incluindo Steve Gaines, presidente da Southern Baptist Convention, Russell Moore, presidente da Comissão de Ética e Liberdade Religiosa da SBC, Albert Mohler, presidente do Seminário Teológico da Southern Baptist Convention, e Tony Perkins, presidente do Conselho de Pesquisas Familiares. Perkins também seria um dos arquitetos da política de Trump de proibir transgêneros nas Forças Armadas Americanas.
O presidente da CBMW disse que a declaração tem o objetivo de mitigar a "confusão" dos cristãos em relação à sexualidade.
"O espírito do nosso tempo não se deleita no bom desenho de deus do homem e da mulher. Consequentemente, reina a confusão a respeito de algumas das questões mais básicas da humanidade", disse ele ao The Huffington Post. "O objetivo da Declaração de Nashville é iluminar a escuridão – declarar a bondade do desenho de Deus em nossa sexualidade e em nos criar como homens e mulheres."
Apesar de várias denominações cristãs, incluindo a Igreja Episcopal e a Igreja Presbiteriana (U.S.A.), apoiarem o casamento de pessoas do mesmo sexo, a Southern Baptist Convention é ferrenhamente oposta à ideia.
Em um preâmbulo, os líderes explicam que o documento é uma resposta ao que consideram uma cultura cada vez mais "pós-cristã".
"Esse espírito secular de nossos tempos representam um grande desafio para a igreja cristã", escrevem os líderes.
Mas críticos da comunidade cristã observam o timing bizarro do anúncio do documento e afirmam que ele pode ser muito prejudicial.

To release it in the direct aftermath of Charlottesville, in the throes of Harvey, is a gross example of pastoral & leadership malpractice.
(Lançar logo depois de Charlottesville, em meio ao furacão Harvey, é um exemplo terrível de malversação por parte dos pastores e líderes).

The fruit of the "Nashville Statement" is suffering, rejection, shame, and despair. The timing is callous beyond words.
(Os frutos da "Declaração de Nashville" são sofrimento, rejeição, vergonha e desespero. O timing é insensível demais).

They are literally saying that disavowing yourself from SSM & LGBT people is required for salvation (see article 10). 
Estão literalmente dizendo que condenar o casamento de pessoas do mesmo sexo e os LGBT é uma exigência para a salvação (veja o artigo 10).

Just read the  Perfect example of ignoring the hearts and lives of real people so you can adhere to an idea or doctrine
(Leia o #NashvilleStatement Exemplo perfeito de ignorar os corações e vidas de pessoas reais, para aderir a uma ideia ou doutrina).
Brandan Robertson, pastor cristão e ativista LGBTQ que ajudou a organizar um protestona Conferência de Ética e Liberdade Religiosa (na semana passada, disse que o comunicado irá marginalizar ainda mais as minorias sexuais e de gênero na igreja.
"Este é de fato mais um dia triste na história do movimento evangélico moderno", disse Robertson ao The Huffington Post.
"O que é mais triste nessa declaração é que o documento irá promover e perpetuar ensinamentos que irão causar danos psicológicos verificáveis ​​nos jovens cristãos LGBT+ nas igrejas em todo o mundo."
Ele acrescentou: "Estou confiante de que as gerações futuras analisarão essa resolução e a considerarão tão desprezível quanto as declarações passadas da Southern Baptist promovendo a escravidão e a segregação".
Mas o pastor acrescentou que ficou entusiasmado com o fato de que os americanos em geral, incluindo todos os grupos cristãos dos Estados Unidos, estão aceitando cada vez mais a comunidade LGBTQ.
Robertson disse: "Mais e mais líderes cristãos estão vindo a público para proclamar o oposto da Declaração de Nashville, que as pessoas LGBT+ são linda e maravilhosamente criadas na diversa imagem de nosso Deus expansivo e são bem-vindas, assim como nós, na Igreja e na sociedade".
Publicado originalmente publicado no HuffPost US
'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.