Header Ads



ATUALIZADAS
recent

Igreja «esconde» sino com receio de roubo

Sino pode ser roubado
Aconteceu em Peniche, na paróquia de Atouguia da Baleia.
A tentativa de roubo de um sino secular, com 200 quilos de bronze, foi a gota de água para uma paróquia de Peniche, que, para evitar a perda, tirou-o da torre da igreja e colocou-o no museu.
«Uma vez que é um sino secular, achámos por bem expô-lo no centro interpretativo, em vez de o deixar na torre sujeito a outros perigos», explicou Gianfranco Bianco, pároco na Atouguia da Baleia.
O sino de bronze, datado de 1891, há muito que tinha deixado de tocar a partir do alto da torre direita da Igreja da Nossa Senhora da Conceição, por estar rachado. Contudo, a necessidade de preservar o património levou a paróquia a colocá-lo a salvo.
O dinheiro que os duzentos quilos de bronze iriam render levou vários suspeitos a engendrar o seu furto, na madrugada de 11 de abril, subindo a cerca de 20 metros de altura à torre da igreja, por meio de uma escada rudimentar que construíram, depois da tentativa falhada de entrarem através de uma janela da igreja.
O sino acabou por cair dessa altura, provocando um estrondo ao cair no chão, acordando os vizinhos que, por sua vez, alertaram a GNR.
«Como o objetivo não era guardá-lo, mas antes derretê-lo, os duzentos quilos de bronze iriam render muitos milhares de euros», observou o pároco que, apesar de admitir que o risco de furto existe em qualquer igreja, espera que «os sinos nunca deixem de tocar nas igrejas das aldeias por terem sido roubados».
Gianfranco Bianco pediu, por isso, o reforço da sustentação de outros dois sinos. «Não estão mecanizados e são tocados à mão e, quando há festa, tocam a repique. É uma tradição que espero que se mantenha», sublinhou.

Notícias Cristãs com informações do TVI24

Nenhum comentário:

Fico muito feliz pelo seu interesse em comentar esta notícia.

Lembro que a legislação brasileira prevê a possibilidade de responsabilização do blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários.

Sendo assim, me reservo o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.

Enfim, gostaria de lhe pedir a gentileza de se identificar com seu nome e e-mail.

Obrigado.

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.