Header Ads



ATUALIZADAS
recent

Deputado lança www.feemjesus.com.br, rede social para evangélicos

O deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), fundador do portal
O deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), fundador do portal Que tal trocar o Facebook pelo Jesusbook? E ver seus vídeos no Jesustube sem o risco de tropeçar em "pecado"?
Animado com o salto dos evangélicos revelado no último Censo, o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) quer organizar o rebanho na web.
Ele está à frente do www.feemjesus.com.br, um projeto de comunicação que pega carona nas redes sociais. Só que o conteúdo é exclusivo aos evangélicos. "Seremos a maior audiência evangélica do país", aposta o parlamentar. Sua meta é distribuir, até dezembro, 3 milhões de e-mails gratuitos sob endereço "jesus.com".
As principais lideranças evangélicas foram chamadas a integrar uma espécie de conselho editorial para pautar a agenda comum das denominações evangélicas.
"Quero criar um mundo evangélico na internet", disse o parlamentar à Folha.
Cunha afirma que, inicialmente, dois patrocinadores pagam a conta de uma despesa anual estimada em R$ 2 milhões. E aposta na publicidade para ter receita.
As igrejas poderão arrecadar dízimo pelo portal, vender bíblias e lançar CDs. O pastor transmitirá seu culto ao vivo e, se for estrangeiro, haverá tradução simultânea.
Dado demográfico divulgado pelo IBGE mostra o poder desse público alvo: de 2000 a 2010, a população evangélica arrebanhou 16,1 milhões de fiéis, somando 42,3 milhões de brasileiros.
A primeira notícia experimental produzida pelo portal é sobre o que chama de "novo kit gay" encontrado em escolas de São Paulo.
"Os livros, como atestou a reportagem do Fé em Jesus, mostram só figuras, textos e ideias que não respondem aos anseios da natureza humana." O material cita o MEC como distribuidor.

Folha

Nenhum comentário:

Fico muito feliz pelo seu interesse em comentar esta notícia.

Lembro que a legislação brasileira prevê a possibilidade de responsabilização do blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários.

Sendo assim, me reservo o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.

Enfim, gostaria de lhe pedir a gentileza de se identificar com seu nome e e-mail.

Obrigado.

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.