Header Ads



ATUALIZADAS
recent

Assédio incomoda família de ex-Cabo Bruno

A autorização da Justiça que permitiu Florisvaldo de Oliveira, o Cabo Bruno, deixar a prisão na quinta-feira mudou a rotina da família. De acordo com sua mulher, representantes da imprensa de todo o País estiveram na porta de sua casa, em Pindamonhangaba, no Vale do Paraíba no Estado de São Paulo, para tentar uma entrevista com o ex-policial militar, que ainda não falou com jornalistas.
Ainda de acordo com a mulher de Oliveira, a pastora e cantora gospel Dayse da Silva Oliveira, a família aguarda um retorno de televisões para uma entrevista no domingo.
Questionada sobre valores para aparição do marido, ela informou que espera proposta das emissoras. "Se é especial (entrevista), tem que dar um valor", argumentou. Segundo ela, o marido está dentro de casa desde que saiu da penitenciária e pouco conversou.
"A gente não quer dar entrevista. O problema é que ninguém vê o outro lado. Ele tem muita gente contra ele e há uma grande exposição. Se aparecer algo bom é pra eles (televisão), e se for coisa ruim fica pra gente", disse Dayse por telefone.
O assédio tem incomodado a família, que prometeu uma coletiva de imprensa para segunda-feira, caso não consiga negociar a aparição exclusiva com alguma emissora de televisão. "A gente está evitando até de ir à igreja. Daqui a pouco ninguém mais vai querer ir para a igreja", comentou sobre um possível afastamento dos fiéis da Igreja Pentecostal Refúgio em Cristo, em Taubaté, também no Vale do Paraíba, onde é pastora e pretende levar o marido. "Estou com repórter dando plantão na porta de casa, não aguento mais", reclamou.
Beneficiado pelo indulto de Natal assinado pela presidente Dilma Rousseff em dezembro, o Cabo Bruno, de 53 anos, ganhou direito à liberdade após 27 anos atrás das grades. Acusado de ser um dos principais justiceiros de São Paulo nos 1980, o ex-policial militar condenado a 117 anos de prisão recebia dinheiro de comerciantes para matar na zona sul da cidade.

Diário do Grande ABC

Nenhum comentário:

Fico muito feliz pelo seu interesse em comentar esta notícia.

Lembro que a legislação brasileira prevê a possibilidade de responsabilização do blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários.

Sendo assim, me reservo o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.

Enfim, gostaria de lhe pedir a gentileza de se identificar com seu nome e e-mail.

Obrigado.

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.