Header Ads

ATUALIZADAS
recent

Fábrica de cerveja funciona dentro de igreja em Minas Gerais

"Abençoai, Senhor, esta criatura, a cerveja, que vos dignastes produzir do melhor lúpulo", diz a oração da bebida.
O novo pároco da Igreja da Nossa Senhora da Glória, Flávio Leonardo, em Juiz de Fora (MG), quer reativar a pequena fábrica de cerveja artesanal que funcionou por 100 anos no porão da instituição religiosa. A cervejaria foi trazida por padres holandeses, da ordem redentorista, no fim do século 19 e instalada em um convento anexo à igreja.
Enquanto esteve produzindo ativamente, até 1994, a fábrica produziu cerveja apenas para o consumo dos religiosos. Ao longo desse período de funcionamento, um irmão era designado pela a igreja para administrar a produção da bebida.
O padre Flávio Leonardo assumiu a igreja em 2010 e ele conta com o apoio de cervejeiros locais no retorno das atividades da fábrica. Pessoas habilidosas para o serviço não falta na cidade, até porque Juiz de Fora foi porta de entrada do produto em Minas Gerais.
Em 1894, a instalação da fábrica não causou estranheza na população. Hoje, muitos fiéis desconhecem a existência da produção da bebida no prédio da igreja. Mesmo assim, a “oração da cerveja” está registrada no livro dos redentoristas.
“Abençoai, Senhor, esta criatura, a cerveja, que vos dignastes produzir do melhor lúpulo, para que seja remédio saudável ao gênero humano”, diz um trecho da oração.
Os redentoristas ainda trouxeram mais cinco cervejarias para o Brasil, mas apenas a instalada na Igreja da Nossa Senhora da Glória se mantém em funcionamento. Atualmente, oito mosteiros no mundo produzem cerveja: seis na Bélgica, um na Áustria e um na Holanda.

O Povo

3 comentários:

  1. Ué, normal! Questão cultural e histórica. O primeiro milagre de Jesus se deu numa festa e foi pra prolongar os festejos com vinho, bebida alcoólica que muitos religiosos não querem admitir. A bebida era a mola propulsora da festa. Sem a bebida o povo iria embora e adeus comemorações. E olhe que eram dias e dias! Além do mais, todas as coisas me são lícitas, só não posso me deixar dominar por elas. Pois é esse domínio que provoca toda sorte de disfunção.
    Qual é o mal de se tomar uma cerveja? Já 'cair pelas tabelas' é que é desajuste. Os extremos é que são neuróticos. É igualzinho à história da famosa ex-ninfomaníaca convertida (?) que quer inventar doutrina em cima de sua vida pregressa. Chegando ao ponto de fazer clube/igreja da Luluzinha. Me poupe! Voltemos à sanidade.

    Ora, o alcoólatra e a ninfo que se tratem, não queiram eliminar a bebida e o sexo inventando doutrina usando o nome de Deus. Isso seria incorrer em outra neurose. Sair de uma e entrar noutra. E ESTIMULAR mais hipocrisia do que já existe, se é que isso é possível...

    ResponderExcluir
  2. Regina Farias,

    Muito grato por ter feito seu comentário. O Notícias Cristãs tem o propósito de oferecer as mesmas notícias publicadas em outras mídias em um só lugar para análise e contribuições de seus leitores.
    Concordo com sua análise de que os extremos são neuróticos e complemento são também condenáveis. Os extremos não são e nem serão nunca absolutos e por isso são perigosos e devem ser controlados e evitados.
    Paz!

    ResponderExcluir
  3. Olá, Márcio!
    Fique na paz, pois eu bem entendo que o que é publicado aqui tem o propósito que você esclarece, portanto, sei que não define sua opinião pessoal.
    Por isso mesmo, fico bem à vontade para dar os meus pitacos (risos)
    Por essas e outras, sou leitora assídua!
    E, saiba, muito me honra tê-lo fazendo suas considerações em um comentário meu!
    Abs!
    R.

    ResponderExcluir

Fico muito feliz pelo seu interesse em comentar esta notícia.

Lembro que a legislação brasileira prevê a possibilidade de responsabilização do blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários.

Sendo assim, me reservo o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.

Enfim, gostaria de lhe pedir a gentileza de se identificar com seu nome e e-mail.

Obrigado.

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.