Header Ads

ATUALIZADAS
recent

Sequestrador chorou ouvindo música gospel, diz filha de Crivella

Filha do ministro da Pesca foi vítima de sequestro-relâmpago em Brasília.
Vítima conseguiu fugir em Ceilândia; marido diz que ela não se machucou.
A arquiteta Deborah Christine Crivella Lopes, 30, filha do ministro da Pesca, Marcelo Crivella, disse no microblog Twitter que o homem que a sequestrou na tarde dessa quarta-feira (22), em Brasília, chorou ao ouvir música gospel. Crivella é bispo da Igreja Universal do Reino de Deus.
Segundo a Polícia Civil do Distrito Federal, ela foi abordada por um homem armado quando estacionava seu carro, um Hyundai I35, em frente a uma loja na 408 Sul. Ainda de acordo com a Polícia Civil, o sequestrador obrigou a filha do ministro a dirigir até a região de chácaras de Ceilândia, onde ela conseguiu fugir. O veículo e o celular da vítima foram levados pelo sequestrador.
Em uma mensagem destinada ao cantor gospel Thales Roberto, Deborah Crivella escreveu: “Hoje durante o meu sequestro, pedi para o bandido para eu ligar Suas musicas [músicas do cantor]... Ele foi ouvindo e chorando.”
Deborah também contou no microblog que foi abordada após sair da Igreja Universal do Reino de Deus. “O kra apontou a arma para mim...e a única coisa q eu soube fazer na hr foi gritar:"VC TA AMARRADO EM NOME DE JESUS! NA MINHA VIDA VC N TOCA!"
O marido da arquiteta, que preferiu não ter o nome divulgado, disse que ela ficou bem, apesar de ter saído do carro em movimento. “Está tudo bem, o sequestro foi ontem por volta das 16h e ontem mesmo ela já estava bem. Ela não se machucou”, disse o marido.
De acordo com o marido, Deborah Crivella conseguiu uma carona para voltar para casa. Após registro de ocorrência na delegacia, ela dormiu na casa dos pais.

G1

Nenhum comentário:

Fico muito feliz pelo seu interesse em comentar esta notícia.

Lembro que a legislação brasileira prevê a possibilidade de responsabilização do blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários.

Sendo assim, me reservo o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.

Enfim, gostaria de lhe pedir a gentileza de se identificar com seu nome e e-mail.

Obrigado.

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.