Header Ads

ATUALIZADAS
recent

Casal construiu mansão para Jesus morar quando voltar à Terra

Casa de US$ 15 milhões fica em Nova York.
No alto de uma colina em Riverdale, na cidade de Nova York, fica a mansão Chapel Hill, cercada por uma vasta floresta e de muitas histórias. Os proprietários originais teriam construído essa casa luxuosa não para si, mas para Jesus Cristo residir em sua segunda vinda.
Recentemente, a casa foi restaurada e colocada à venda por US$ 15 milhões, um preço adequado considerando suas localização e instalações luxuosas. A casa foi construída em 1928 pela família Griscom, um grupo de devotos da Teosofia.
Segundo a New York Historical Society, a casa servia como um local de retiro religioso para a família Griscom, onde eles poderiam se harmonizar com a natureza. Mas a família raramente visitava a mansão.
Entre os teosofistas começou-se a dizer que aquela casa luxuosa foi construída para hospedar o próprio Jesus, uma vez que ele ocupa um papel importante na Teosofia, embora não seja considerado como Deus encarnado.
Na verdade, a Teosofia é um grupo religioso que estuda a sabedoria de todas as religiões. O nome da seita é derivado dos termos gregos theos (deus, divindade) e sofia (sabedoria). Também chamada de “ciência sagrada”, seu objetivo era pesquisar e divulgar “as leis que governam o Universo”.
Para eles, existe o pressuposto da existência de uma doutrina universal secreta e o de que todas as religiões são essencialmente uma mesma religião. A descoberta dessas leis universais se dava, segundo eles, por revelações feitas por espíritos que se manifestavam por cartas dirigidas aos fundadores, Helena Blavatsky e Henry Olcott.
A mansão tem sete quartos, cinco banheiros e três lavabos. São cerca de 5.000 metros quadrados de construção numa área de 2,3 hectares no bairro do Bronx. Ouro e prata adornam os tetos e acabamentos, os pisos de mármore são importados do Vaticano. Os caros lustres foram adquiridos do conhecido Hotel Plaza. Além disso, há sala de ginástica, sauna e um terraço com banheira de hidromassagem.
O filho mais velho dos Griscom, Ludlow, herdou a casa e quando morreu doou o espaço para a Universidade de Manhattan, em 1969, para que pudessem transformá-la em dormitórios para os alunos. No entanto, a instituição escolar preferiu vender a propriedade.
Sandra Galuten, que vive na casa desde 1987, fez um contrato de arrendamento de 99 anos. Ela e o marido, já falecido, passaram quase 25 anos reformando a casa desejando devolver o seu esplendor original. Mesmo depois de todos esses anos, os moradores da região ainda chamam o lugar de “a mansão de Jesus”.

Daily Mail via GP

Nenhum comentário:

Fico muito feliz pelo seu interesse em comentar esta notícia.

Lembro que a legislação brasileira prevê a possibilidade de responsabilização do blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários.

Sendo assim, me reservo o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.

Enfim, gostaria de lhe pedir a gentileza de se identificar com seu nome e e-mail.

Obrigado.

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.