Header Ads



ATUALIZADAS
recent

Preso marceneiro que usava trechos da Bíblia para estuprar filhas

O homem foi rendido em sua residência, no município de Cariacica, e não apresentou resistência.
O marceneiro de 38 anos que usava trechos da Bíblia para estuprar as filhas adolescentes - 16 e 18 anos - foi preso na noite desta sexta-feira (19). Ele estava em casa, no município de Cariacica, quando foi detido, sem resistência, pelos policiais da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) por volta das 18h20.
O mandado de prisão foi apresentado na última quarta-feira (17), pelo titular do DPCA, Marcelo Nolasco, responsável pelo caso, e o delegado adjunto, Érico Mangaravite, que comandou a operação. A representação foi feita após as adolescentes prestarem depoimento. Os estupros eram praticados há pelo menos seis meses, na marcenaria, localizada no andar de cima da casa da família, em Cariacica.
A violência foi descoberta no último sábado (13), quando a filha mais velha contou tudo para a mãe, que reuniu os quatro filhos que tem com o marceneiro e saiu de casa. Segundo a mãe das vítimas, o companheiro sempre foi muito violento, e nos últimos meses controlava os passos das filhas, que frequentavam apenas a escola e a marcenaria, onde ajudavam o pai.
A avó das meninas diz que a família se sente aliviada com a prisão do agressor. "Essa prisão representa tudo para mim. Eu fiquei realmente alegre. Era o que esperava. Ele tem que pagar, o que ele fez com as minhas netas é imperdoável", disse.
O marceneiro foi levado ao Departamento de Polícia Judiciário (DPJ) de Cariacica. Ele será encaminhado para o Centro de Triagem de Viana.

A Gazeta

Nenhum comentário:

Fico muito feliz pelo seu interesse em comentar esta notícia.

Lembro que a legislação brasileira prevê a possibilidade de responsabilização do blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários.

Sendo assim, me reservo o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.

Enfim, gostaria de lhe pedir a gentileza de se identificar com seu nome e e-mail.

Obrigado.

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.