Header Ads



ATUALIZADAS
recent

Estelionatário que se passou por padre é preso em Alagoas

Acusado ficou ‘famoso’ após se passar por padre e aplicar golpes em várias cidades do interior alagoano.
Foi preso na noite desta segunda-feira (14), na cidade de Piranhas, interior de Alagoas, Antônio Rogério Feijó, 39 anos, foragido da Justiça de Alagoas, Ceará, Pernambuco acusado de estelionato e pedofilia.
Apontado pela polícia como o estelionatário mais procurado do nordeste, Antônio Feijó foi preso após denuncia. O acusado foi detido no interior de uma residência, onde, segundo a polícia, ele aplicava mais um golpe.
Feijó ficou ‘famoso’ após se passar por padre e aplicar golpes em várias cidades do interior alagoano e dos estados onde era procurado, oferecendo emprego em empresas de grife e renome no país.
O crime só era descoberto após o golpista não comparecer no dia e hora marcados para realizar entrevista com as vítimas, que adiantaram dinheiro e objetos ao falsário, que fugia logo após aplicar o golpe.

Fama
Se passando por padre no estado do Ceara, no ano de 2008 o golpista mudou de nome, Antônio Rogério, que é natural de Alagoas, se identificou como Antônio Rogério Peixoto, se dizendo herdeiro de uma fazenda no estado de Alagoas, mas foi descoberto e preso sob a acusação de exercer ilegalmente o sacerdócio.
Como agenciador de modelos, na cidade de Penedo, Antônio recrutou algumas adolescentes para seguirem a carreira de modelo e oferecia às vítimas um contrato de R$ 1.500, mas antes cobrava uma taxa alegando que era para pagar as fotos que seriam tiradas.
Acusado de pedofilia, o estelionatário nega o crime, mas confessou a polícia as durante a prisão que aplicou vários golpes em Alagoas e nos estados de Pernambuco e Sergipe. Antônio Rogério está preso na Delegacia Regional de Delmiro Gouveia.

Maceió Agora

Nenhum comentário:

Fico muito feliz pelo seu interesse em comentar esta notícia.

Lembro que a legislação brasileira prevê a possibilidade de responsabilização do blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários.

Sendo assim, me reservo o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.

Enfim, gostaria de lhe pedir a gentileza de se identificar com seu nome e e-mail.

Obrigado.

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.