Header Ads



ATUALIZADAS
recent

Softtware afirma ter encontrado 463 contradições na Bíblia

Material é compilado em site com gráficos interativos.
O programador e designer Daniel G. Taylor criou um software para encontrar contradições na Bíblia. O resultado final aponta 463 delas. Eles a compilou em um site que apresenta um gráfico interativo. O nome é sugestivo, A Bíblia Visualizada (www.bibviz.com).
Segundo ele, no gráfico principal cada linha vertical azul representa um capítulo diferente, em ordem cronológica. Os arcos vermelhos representam uma investigação sobre uma pessoa ou conceito específico. Isso abrange desde perguntas banais (“É correto usar perfume?”) até questões milenares (“Deus criou o mal?”). Quando o usuário clica uma das linhas vermelhas, o programa indica uma lista de cada passagem relevante ao tema, do Antigo e do Novo Testamento.
Além disso, existe uma série de outros gráfico menores, todos interativos, que procuram compilar dados livro por livro de ideias como “o que a Bíblia diz sobre homossexualidade”, “Demonstrações de crueldade e violência” e “Absurdos científicos e erros históricos”.
O objetivo seria facilitar a identificação de todas as contradições da Bíblia. Mas Taylor explica que não desejava criticar a fé dos cristãos. Seu interesse é analisar e revelar linhas comuns e contraditórias através de toda a história. “Meu site pretende ser um recurso bonito e interativo tanto para céticos quanto crentes explorarem alguns dos aspectos mais negativos do Livro sagrado”, justifica.
Taylor diz que decidiu criar o material por que foi criado em uma família muito religiosa, e depois de algumas discussões com eles decidiu criar algo que os ajudasse a ver a Bíblia como ele a vê. Ele não usou os textos nas línguas originais, atendo-se à famosa tradução para o inglês da King James (1769). Para sua pesquisa, ele acrescentou as anotações da Skeptics Annotated Bible [Bíblia Anotada dos Céticos], uma espécie de comentário bíblico para ateus.
Tentativas de apontar contradições no cânon são tão antigas quanto o próprio texto bíblico. Todas elas já foram exaustivamente debatidas por estudiosos e durante séculos livros foram escritos mostrando que existe uma diferença grande entre “contradição” e “interpretação”, principalmente quando se ignora aspectos históricos e culturais. O diferencial dessa iniciativa é que o uso da tecnologia facilita o acesso a informações e apresenta uma versão interativa do assunto.
O material está todo em inglês, mas o autor diz que procura pessoas interessadas em traduzir para outras línguas. Não há direitos autorais, pois segue o conceito de compartilhamento livre.

Gizmodo via GP

Nenhum comentário:

Fico muito feliz pelo seu interesse em comentar esta notícia.

Lembro que a legislação brasileira prevê a possibilidade de responsabilização do blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários.

Sendo assim, me reservo o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.

Enfim, gostaria de lhe pedir a gentileza de se identificar com seu nome e e-mail.

Obrigado.

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.