Header Ads

ATUALIZADAS
recent

Aposentado é suspeito de matar a tiros pastor em Batalha, Alagoas

O crime, pela versão do aposentado, teria sido cometido no momento em que o pastor evangélico espancava a sua esposa.
O delegado regional de Batalha, Rômulo Monteiro, revelou, nesta quinta-feira (19) que está totalmente esclarecido o assassinato do pastor evangélico Carlos Roberto dos Santos, de 53 anos, morto a tiros no início da manhã da segunda-feira (16), em uma residência da Rua Castro Alves, naquela cidade do Sertão alagoano.
De acordo com o delegado, o autor do crime foi o aposentado Geraldo Francisco da Silva, de 53 anos, que se apresentou na delegacia, acompanhado por advogado, e confessou ter feito os disparos. O crime, pela versão do aposentado, teria sido cometido no momento em que o pastor evangélico espancava a sua esposa Rosineide Ferreira da Silva. Ele conta que a arma estava em poder de Carlos Roberto e conseguiu tomá-la. “Primeiro atirei no chão para intimidá-lo. Mas ele partiu para cima de mim e então o matei”, acrescentou.
O delegado Rômulo Monteiro disse que não está confirmado que o revólver pertencia ao pastor, e que vai continuar investigando esta versão de legítima defesa apresentada pelo suspeito. O aposentado Geraldo Francisco contou ainda, no interrogatório, realizado na Delegacia Regional de Batalha, que depois do crime fugiu para Arapiraca, resolvendo se apresentar dois dias depois.
A polícia apurou que Carlos Roberto residia na casa de uma tia, Maria Anizete Ferreira, cuja filha – Rosineide – é casada com o suspeito. Conforme a versão de Rosineide, confirmada pela mãe, há seis meses, o pastor chegou de São Paulo e passou a morar com a tia. “Ele não fazia nada e depois que soube que minha mãe iria receber uns atrasados de sua aposentadoria, passou a exigir R$ 30 mil para ir embora”.
No dia do crime, ainda segundo Rosineide, Carlos Roberto acordou irritado e gritou com sua mãe. “Ela ligou para mim pedindo que eu fosse até a casa dela. Disse ao pastor que não gritasse com minha mãe, e ele me agrediu”.
A mulher confirma que foi seu marido, o aposentado Geraldo Francisco, quem atirou na vítima, quando chegou na casa e viu o pastor a espancando.

Tribuna Hoje

Nenhum comentário:

Fico muito feliz pelo seu interesse em comentar esta notícia.

Lembro que a legislação brasileira prevê a possibilidade de responsabilização do blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários.

Sendo assim, me reservo o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.

Enfim, gostaria de lhe pedir a gentileza de se identificar com seu nome e e-mail.

Obrigado.

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.