Header Ads

ATUALIZADAS
recent

Um quarto dos padres deixou a batina

O Movimento Nacional das Famílias dos Padres Casados estima que no Brasil 7 mil religiosos pediram a dispensa do sacramento da ordem e optaram pelo matrimônio ou por outro motivo. Ou seja, um a cada quatro padres brasileiros deixaram a batina. São 150 mil padres no mundo nessa condição.
O ex-padre Otto Euphrásio de Santana, casado e pai de um filho e uma filha, está animado com o novo papa, Francisco. Ele disse aos repórteres Edison Veiga e José Maria Mayrink, de O Estado de S. Paulo, que a escolha de Francisco representa uma primavera no mundo e na igreja. "Estamos contentes com o espírito, as palavras e as atitudes cristãs dele (do papa). Mas não dá para saber se e como ele vai enfrentar a realidade dos cerca de 150 mil padres casados no mundo", afirmou o porta-voz do Movimento, João Tavares.
Santana continua ligado à igreja, colabora com dioceses e paróquias, mas não pretende voltar ao ministério sacerdotal, mesmo que caia a obrigatoriedade do celibato. "Não aspiro voltar ao exercício do ministério sacerdotal. A esclerose das estruturas é paralisante e deformadora. Impede a afirmação do batismo como sacramento fundante da Igreja", argumentou aos repórteres.
Outro ex-padre, o historiador Eduardo Hoornaert, 82 anos, entende que uma eventual readmissão de padres casados não é prioridade para o papa, pois ele tem outros problemas mais prementes a resolver, como a formação de missionários, "sem essa carga de 2 mil anos de dogmas e leis". Hoornaert abandou os ritos, mas não se desligou do ministério, "pois o ministério é o evangelho".
O Movimento Nacional das Famílias dos Padres Casados começou no Brasil em 1979, quando reuniu, em Nova Iguaçu, no Rio de Janeiro, 11 ex sacerdotes e suas mulheres que, mesmo fora do ministério sacerdotal, queriam ser úteis à sociedade.
A ata do encontro registra: "Muitos padres casados se afastaram da Igreja por causa de uma certa visão oficial, que os marginaliza. Mas essas pessoas não se afastaram do compromisso com o povo. O padre casado ainda pode fazer algo a esta igreja oficial: ele pode colocar nela a sua luta junto com o povo."

ALC

Nenhum comentário:

Fico muito feliz pelo seu interesse em comentar esta notícia.

Lembro que a legislação brasileira prevê a possibilidade de responsabilização do blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários.

Sendo assim, me reservo o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.

Enfim, gostaria de lhe pedir a gentileza de se identificar com seu nome e e-mail.

Obrigado.

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.